Decididamente, não era o final de temporada que o Coritiba imaginava. Depois da derrota por 2×1 em pleno Couto Pereira para o São Paulo, quando saiu na frente no placar no último domingo (26) e levou a virada, o Coxa chega à última rodada do Campeonato Brasileiro com a corda no pescoço. Com 43 pontos na tabela, o time comandado por Marcelo Oliveira está na 16ª colocação e enfrenta a Chapecoense, que luta por uma vaga na Libertadores, na última rodada, neste domingo (3), a partir das 17h, na Arena Condá.

Uma vitória livra o Alviverde do descenso, mas é flagrante que a pressão por uma vitória traz com ela a ansiedade pelo resultado. Chegar à última rodada ainda pressionado é um tanto quanto surpreendente para o time que foi campeão paranaense deste ano, batendo o arquirrival Atlético.

Confira as chances do Coxa escapar da degola

No entanto, se no Estadual o Coritiba fez bonito, no Brasileirão a oscilação ao longo da competição determinou a situação na qual a equipe se encontra. O Coxa chegou a ficar nove jogos sem vencer, o que acabou o jogando para o pelotão de baixo da tabela de classificação.

No campeonato nacional, começou sob o comando do prata-da-casa Pachequinho, que sucumbiu depois da goleada por 4×0 aplicada pela Ponte Preta no primeiro turno, quando o time chegou a ficar sete jogos sem vencer. Para apagar o incêndio, o velho conhecido da torcida, Marcelo Oliveira, foi convocado e conseguiu fazer o Verdão respirar sem a ajuda de aparelhos, mesmo que aos trancos e barrancos.

Classificação do Campeonato Brasileiro

A tarefa não foi fácil: o time chegou a amargar uma sequência de nove partidas sem ganhar, conseguiu reagir com uma invencibilidade de sete rodadas, mas voltou a cair nas últimas duas, perdendo por 3×0 para o Atlético-MG e de 2×1 para o São Paulo, o que voltou a colocar o time em situação delicada.

Para finalmente se livrar do rebaixamento, o técnico Marcelo Oliveira já sabe a receita para conquistar os três pontos que garantem o time na Série A, sem depender de outros resultados. “Vamos precisar nos organizar, ter equilíbrio emocional e agredir. Somos capazes de ir lá e ganharmos o jogo. É possível e temos capacidade e competência”, acredita ele.

Para preparar o time física, tática e emocionalmente, o treinador tem toda a semana antes do compromisso contra a Chapecoense. A reapresentação do elenco está marcada para esta terça-feira (28), quando começam os trabalhos visando mais um jogo da vida do Verdão.