O empate por 2×2 com o Vasco, no domingo (2), na Vila Capanema, ficou com um gosto amargo para o Coritiba. A equipe, que saiu atrás do placar e virou o duelo, sofreu o empate já nos acréscimos do segundo tempo. O técnico Pachequinho citou a palavra ‘ansiedade’ várias vezes em sua entrevista coletiva para justificar o resultado e elogiou a segunda etapa de seus comandados.

“O primeiro tempo, depois do gol, gerou instabilidade para a equipe. Os atletas criaram uma ansiedade, eles aceleram demais o jogo e tivemos erros de passes, finalizações e tomadas de decisões erradas. Mesmo assim, tivemos a posse e tentamos colocar o nosso ritmo”, avaliou o treinador.

Após um primeiro tempo ruim, quando saiu vaiado pela torcida na descida para o vestiário no revés parcial de 1×0, o Coxa voltou do intervalo com Anderson na vaga do lateral-direito Léo, que novamente foi mal como titular. O meia Tiago Real foi para a ala e o time melhorou em qualidade no meio-campo.

“Vi a necessidade da entrada de um atleta e escolhi o Léo, até pela sequência dos dois jogos, já que ficou um período sem jogar, estava sem ritmo. As circunstâncias do jogo fizeram com que eu o tirasse, e optei pelo Tiago Real ser deslocado para eu ter mais um homem no meio”, justificou o comandante alviverde.

Com essa mudança, aliada às entradas de Tomás Bastos e Neto Berola, nas vagas de Jonas e Rildo, respectivamente, o Verdão se recuperou em campo. Kléber, duas vezes, colocou a equipe na frente no placar e justificou as alterações feitas por Pachequinho. Logo após a virada, entretanto, a zaga vacilou e o Vasco empatou.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

“Um segundo tempo forte e intenso, que o adversário só se defendeu. Quando coloquei Tomás e Anderson, ganhamos em criatividade e ganhamos o meio. Tivemos a bola trabalhada. Depois veio o Berola com velocidade pela beirada. A ideia era ter essa posse e abertura para a bola chegar na área”, observou o treinador.

A igualdade com o time da Colina aumentou o jejum de vitórias do Coritiba para seis jogos no Campeonato Brasileiro. Com 16 pontos, o Coxa é o oitavo colocado na classificação e na próxima segunda-feira (10) encara o Sport, novamente na capital paranaense.