O goleiro Alex Muralha confessa que a ansiedade do Coritiba para a última rodada da Série B está difícil de controlar. O Coxa precisa apenas do empate contra o Vitória, no sábado (30), no Barradão, para garantir o retorno à elite. Por conta do foco na partida decisiva, o afastamento de Rodrigão ficou em segundo plano.

“Esse é um assunto resolvido pela diretoria. Não temos o que comentar”, garantiu o arqueiro e capitão da equipe. Rodrigão não joga mais pelo Alviverde após se recusar a ficar na reserva e entrar em conflito com o técnico Jorginho.

Nem mesmo o futuro tira a concentração de Muralha. O goleiro pertence ao Flamengo e está emprestado ao Coritiba até o final do ano. Ele revela que tem o desejo de permanecer, mas não ainda não iniciou nenhuma conversa sobre a sequência.

“Na verdade, a grande maioria dos jogadores não sabe o que vai acontecer no ano que vem. O nosso foco está todo nessa partida. A minha permanência no clube pode depender do acesso e se eu puder ficar, ficaria muito grato”, avaliou.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Quem também não escondeu a ansiedade para o jogo de sábado é o meia Juan Alano. Por ele, a partida poderia ser antes. “Eu queria jogar hoje já. O sábado não chega nunca”, brincou o jogador.

O atleta vive uma situação contratual semelhante à de Muralha. Ele está emprestado pelo Internacional, que sinalizou querer de volta o jogador em 2020. Porém, o próprio meia avisou que não iniciou nenhuma conversa para definir o futuro. “Avisei meu empresário que não quero saber de nada até o final do campeonato”, finalizou.

+ Mais do Coxa:

+ Alex teve papel fundamental em motivação do time
+ Coritiba entra na semana mais importante dos últimos anos
+ Imagem de torcedor comemorando gol com o filho ‘bomba’ nas redes