O empate do Coritiba em 1×1 com o Sport, na última quinta-feira (1), foi um jogo marcante para o zagueiro Rafael Lima. Na partida realizada na Arena Pernambuco, válida pela 14ª rodada da Série B do campeonato Brasileiro, o jogador atuou pela primeira vez em 2019 com a camisa do Coxa. Desde julho de 2018 no Verdão e muito aproveitado na temporada passada, o atleta não tinha tido a chance de entrar em campo este ano. Ao não esconder a mágoa com o ex-treinador Argel Fucks, o defensor disse que precisou manter a cabeça no lugar para continuar acreditando que podia voltar a jogar.

+ Ingressos: Coritiba muda promoção, mas mantém preço do ingresso

Rafael Lima foi uma peça importante do time em 2018. Somou 20 partidas e três gols assinalados, todos na Segundona. Porém, neste ano ele não teve bons momentos. O então técnico Argel Fucks – hoje no CSA, que disputa a Série A – deixou o zagueiro no limbo e ele sequer foi inscrito no Campeonato paranaense deste ano. Com Umberto Louzer ele voltou a ser relacionado, mas ainda não tinha entrado em campo. Foram nove jogos em que ele esteve no banco neste ano e o retorno aconteceu diante do Sport, em sua décima vez na reserva.

+ Fala, profe: Umberto Louzer festeja evolução do Coritiba

Aos 37 minutos ainda da primeira etapa o zagueiro Walisson Maia sentiu dores no joelho e precisou sair. Foi então que Rafael Lima teve sua primeira oportunidade no ano. O zagueiro tinha entrado em campo pela última vez no dia 13 de novembro de 2018 na penúltima rodada da Série B. Na ocasião o Coritiba perdeu por 2×0 para a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli.

+ Rodada: Londrina e Atlético-GO empatam no Café

Sobre as situações difíceis que passou sem poder entrar em campo, o atleta de 33 anos garantiu que usou toda sua experiência como profissional para saber que isso seria superado. De certa forma magoado com o técnico anterior do Coxa ele lamentou que não teve oportunidade no Estadual. “O que conquistei na minha carreira foi tudo na base do profissionalismo. Pela opção do antigo treinador nem inscrito eu estava no Paranaense, mas sou um cara muito resiliente e tranquilo. Tenho uma família que me ama muito consegui ter cabeça e continuar treinando”, afirmou.

+ Confira a classificação da Série B!

O jogador, apesar de lamentar o fato de o Coxa ter saído na frente e cedido o empate, exaltou o ponto conquistado e a união do grupo. Ainda que não esteja entre os titulares o jogador é visto por muitos como uma liderança no vestiário. “Temos um grupo fenomenal, que se gosta, tenta fazer seu melhor sempre. Foi um jogo de duas equipes que vão brigar pelo acesso. Claro que comemoramos, mas não muito, porém o importante é um ponto que levamos pra Curitiba”, finalizou.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!