Um dos jogadores mais aplaudidos em campo na vitória do Coritiba por 1×0 sobre o Oeste, no último sábado (16), no Couto Pereira, não foi nenhum destaque ou alguém decisivo pelo resultado importante, mas alguém que pode ser peça-chave nestas últimas rodadas na briga pelo acesso. Aos 25 minutos do segundo tempo, o meia Rafinha foi chamado e entrou em campo ovacionado pelos torcedores.

O camisa 7 voltou a jogar após uma recuperação relâmpago. O atleta sofreu uma lesão na panturrilha no último dia 29, no empate em 3×3 com o Cuiabá, e correu risco de não jogar mais nesta temporada. Porém, nestas duas semanas mostrou evolução e, mesmo não estando 100%, garantiu que está pronto pra ajudar o Coxa diante de Bragantino e Vitória, os últimos adversários na Série B.

“Depois da minha lesão, fiz um exame que praticamente detectou que seria improvável que voltasse esse ano. Pessoal teve que me aguentar e tenho que agradecer muito eles por me colocarem em condição de jogo. Ainda não estou 100%, mas agora vale a pena colocar em risco”, afirmou Rafinha.

+ Confira a classificação completa da Série B!

Esta rápida evolução do meia, aliás, foi muito elogiada pelo técnico Jorginho, que agradeceu à comissão médica pelo esforço nesta fase decisiva da segunda divisão.

“O Rafinha provavelmente não jogaria mais esse ano. O trabalho que a nossa parte médica fez, junto com a fisioterapia, preparação física e fisiologia, foi excelente. Queria parabenizar esses profissionais”, destacou o treinador.

+ Mais do Coxa:

+ Jorginho admite que Coritiba precisa mudar postura contra o Bragantino e pede Couto cheio
+ Giovanni espera ficar no Coritiba em 2020 após ser decisivo