O técnico Paulo César Carpegiani terá um reforço importante para o seu setor ofensivo vindo do departamento médico. Apesar de o ataque ter recebido várias contratações para este início de trabalho ­ quatro ao todo -, Neto Berola, titular sob o comando do treinador até sofrer uma grave lesão que o tirou dos gramados por quase cinco meses, está participando dos treinamentos com o restante da equipe, em Foz do Iguaçu, e já vislumbra um lugar na equipe titular para o início do Campeonato Paranaense.

Pressa! Veja mais sobre o futebol paranaense na coluna do Mafuz!

Confira mais notícias sobre o Coxa!

Ronaldinho Gaúcho é quem definirá se vem ou não para o Coritiba

Em um dos treinamentos realizados em Foz, quando Carpegiani posicionou a equipe, Neto Berola formou o trio ofensivo ao lado de Kléber e Rildo. O camisa 9 do Verdão gostou da movimentação e espera, neste ano, poder ajudar o time a conquistar seus objetivos nas disputas do Campeonato Paranaense, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

“Fizemos o treino. Deu para dar uma movimentada boa. Espero que o treinador tenha gostado. Se ele tiver gostado, está bom. Espero ajudar muito o Coritiba, não só eu, mas todos os atletas que estão aqui. Tomara que seja a tendência (jogar ao lado de Kléber e Rildo), que eu seja titular. Estou aqui para trabalhar e se eu for titular vou estar muito feliz por ajudar a equipe”, cravou ele.

Além de Rildo, que já foi testado entre os titulares, Carpegiani recebeu ainda os reforços dos atacantes Léo Santos, Yilmar Filigrana e Henrique Almeida. A disputa, segundo Neto Berola, será boa por uma vaga. “Isso é muito bom e quem ganha é o Coritiba por ter jogadores a altura para poder disputar a posição. Não apenas o Filigrana está treinando bem, mas o Iago e os demais atacantes. Quem ganha com isso é o clube”, emendou.

Apesar de ainda estar na fase de transição, sobretudo pela gravidade da lesão que teve em setembro do ano passado durante o jogo contra a Chapecoense, em Santa Catarina, quando fraturou o tornozelo, Neto Berola tem a confiança total do treinador, algo que para ele será fundamental.

“Todo jogador gosta de ter a confiança do treinador. Isso ajuda muito e se o treinador passa a confiança para o jogador é muito bom, pois o jogador se sente muito melhor em campo. Estou trabalhando para voltar o mais rápido possível. Quero ganhar títulos e fazer muitos gols para ajudar o Coritiba. O mais importante é que o Coxa saia campeão. Temos competições para disputar. Estou aqui para ajudar e espero que possamos conquistar títulos nesta temporada”, reforçou.

Ainda não se sabe se Neto Berola estará à disposição para o duelo contra o Cianorte, dia 29, no interior do Estado. O jogador ainda depende da sua evolução e do aval do departamento médico para voltar a atuar pelo Coxa. “Estamos indo aos poucos. Nem todo mundo está com ritmo ainda. Ainda faltam alguns dias para o jogo e aos poucos vamos nos condicionando. A evolução de todos está sendo muito boa e espero poder participar do primeiro jogo. Depende ainda da conversa com os médicos, com o treinador para ver como está a situação”, concluiu ele.