Contra o Grêmio amanhã, às 19h30, no Couto Pereira, o Coritiba terá que efetuar duas substituições obrigatórias devido às suspensões automáticas de Jaílton e Márcio Gabriel. Mas o técnico Renè Simões não dá dicas de quem entrará em campo, podendo mudar até mesmo o esquema tático de 3-5-2 pelo de 4-4-2. No lugar de Márcio Gabriel é quase certa a entrada de Rodrigo Heffner.

“Vamos pensar um pouco. Testamos algumas coisas e vamos ver como compor o time”, disse. “Gosto de jogar com líbero, mas estamos sem o nosso. Não gosto de jogar com três zagueiros. Vamos ver com a Comissão Técnica, o que eles acham”, comenta Renè.

O técnico espera que o time mude completamente em relação o posicionamento que teve na última rodada. “Não vi a gente jogando mal contra o Inter lá, mal mesmo foi contra o Barueri. O time não se encontrou em momento nenhum, nem cheguei a sentir que a gente empataria. Foi muito ruim”, declarou Simões. “A equipe poderia estar melhor, estamos devendo. Mas o Coritiba tem sido valente e os jogadores estão respondendo bem, espero que seja assim contra o Grêmio também”, emendou.