Humildade para assumir os erros e buscar a superação. É assim que o atacante Rodrigão vai encarar a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quinta-feira (9), o Coritiba ficou no 0x0 com o Londrina, em pleno Couto Pereira lotado, em uma apresentação que ficou abaixo do esperado. A surpresa negativa ficou por conta do pênalti desperdiçado pelo centroavante, que poderia ter mudado o panorama do jogo.

O camisa 9 vem de grande fase desde que estreou pelo Coxa e estava mantendo uma média de um gol por partida. Até então, tinham sido 11 gols em 11 partidas realizadas, mas o 12º foi atípico. Aos 18 minutos da segunda etapa, o jogador foi puxado dentro da área e o juiz assinalou o pênalti a favor do Coritiba.

+ Leia também: Ambiente do Coxa

O time estava tentando a vitória a todo custo, mas a falta de inspiração deixou o Alviverde longe de criar perigo. Rodrigão foi para a cobrança com a confiança da torcida de que ele não erraria. Porém, tentou tirar a bola do alcance do goleiro e chutando rasteiro pra fora.

Sem desanimar pela infelicidade, Rodrigão admitiu o erro, prometeu levantar a cabeça e seguir trabalhando para mostrar cada vez mais sua capacidade para ajudar o Verdão rumo ao acesso.

“Fui infeliz. Acontece com quem toma a responsabilidade e vai bater. Estou com a cabeça tranquila e vou trabalhar cada vez mais. Acabou o jogo, vamos para a próxima. Queria manter a média, hoje não mantive, mas tenho humildade para seguir trabalhando”, garantiu ele, que foi artilheiro do Campeonato Paranense, mesmo chegando já na metade da competição.

+ Mais na Tribuna: Coritiba vacila e empate com o Londrina no Couto

Assumindo que não esteve em sua melhor partida, o atacante explicou que todo atleta pode passar por uma situação como essa e quem nem por isso irá desanimar.

“Tem noites que não são felizes, não só pra mim, mas para qualquer jogador. Mas hoje eu vou me avaliar e sei que não fui bem. Mas vou seguir com minha personalidade e manter minha cabeça erguida”, detalhou.

+ Confira a classificação completa da Série B

O jogador ainda acredita que o Alviverde vai brigar durante todo o Brasileirão para atingir seu grande objetivo, que é o acesso à Série A. “Faltou o gol pra gente, sabemos que somos fortes e que este ano vamos subir”, finalizou o centroavante.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!