O momento de Rodrigão no Coritiba não é mesmo dos melhores. Apesar de ser o artilheiro do time na temporada, com 19 gols, o jogador já não balança as redes há oito rodadas. Além disso, começou no banco de reservas pela segunda vez seguida na vitória do Coxa por 1×0 sobre o Criciúma, no último sábado (12), quando, inclusive se envolveu em uma pequena confusão antes mesmo de o jogo começar.

Ainda no aquecimento, o centroavante se desentendeu com Nathan e teve início uma pequena confusão. O camisa 9 empurrou o garoto da base e depois também o volante Vitor Carvalho, que tentou amenizar a situação. Após a partida, o técnico Jorginho demorou para ir para a entrevista coletiva, pois foi conversar com Rodrigão e ressaltou que cobrou o atleta pela situação.

“Na realidade até vimos o que aconteceu pelas imagens, sou um ex-atleta, já passei por situações como essa e fiz com que eles ficassem focados no jogo, cobrei união deles e agora no final falei muito sério com o Rodrigão. Ele é muito mais experiente, o Nathan é um jovem, ele reconheceu o erro e vai pedir desculpas ao Nathan”, disse o treinador.

O próprio artilheiro minimizou a situação e destacou que depois se acertou com o companheiro. “Normal, dei uma chegada nele, ele me xingou e aí nós nos estranhamos mesmo, mas faz parte. Quem quer vencer vai brigar mesmo”, falou ele, em entrevista à rádio Transamérica.

Mas as cobranças de Jorginho em cima do jogador não foram apenas por causa do desentendimento. Após a vitória por 1×0 sobre o Guarani, quando Rodrigão ficou no banco de reservas pela primeira vez no Coritiba, o treinador explicou que o sacou do time para tirá-lo da zona de conforto, dando a entender que na rodada seguinte ele estaria entre os titulares, o que acabou não acontecendo.

A ideia do comandante alviverde foi mais uma vez mexer com o psicológico do jogador, para que ele tenha mais foco e volte a mostrar o futebol que já apresentou anteriormente.

Rodrigão entrou bem contra o Criciúma e recebeu elogios de Jorginho, principalmente por estar reconhecendo as falhas. Foto: Jonathan Campos
Rodrigão entrou bem contra o Criciúma e recebeu elogios de Jorginho, principalmente por estar reconhecendo as falhas. Foto: Jonathan Campos

“Eu quero mexer com o Rodrigão, ele é um dos melhores atacantes do futebol brasileiro, pode ser um jogador de ponta, mas ele não pode achar que ficar seis, sete jogos sem marcar gols é normal. Quero mexer com ele, acredito no potencial dele e tenho certeza que ele está entendendo perfeitamente. Ele ficou chateado comigo e isso é bom, porque quero ele muito chateado, mas que ele vença, que esteja concentrado, ligado e isto está acontecendo”, afirmou o técnico.

+ Confira a classificação completa da Série B!

O artilheiro só foi para o jogo aos 20 minutos do segundo tempo. Mas, nesse pouco tempo em que esteve em campo fez a diferença, criando boas oportunidades e, inclusive, participando diretamente do gol da vitória do Coxa, que veio em cruzamento de Diogo Mateus para Robson, mas com o centroavante sendo o foco dos zagueiros.

“Quando teve a expulsão facilitou muito para nós, soltamos os nosso laterais e foi assim que saiu o gol, com o Diogo cruzando, o Rodrigão segurando os marcadores e o Robson de peixinho fez o gol”, destacou Jorginho.

Leia mais:

+ Entre a razão e a emoção, coração do torcedor do Coritiba fala mais alto
+ Filme sobre Alex é prestigiado pela torcida no Couto Pereira