O zagueiro Sabino esclareceu a polêmica envolvendo ele e o técnico Jorge Sampaoli, do Santos, clube detentor de seus direitos. O defensor negou que se reapresentou acima do peso e ressaltou a insistência para atuar no Coritiba na temporada.

Destaque do extinto sub-23 do time paulista, o jogador foi testado pelo treinador argentino por uma semana e acabou liberado. A imprensa, na sequência, ventilou que o motivo para a decisão consistia de o zagueiro estar 10kg acima do peso ideal.

+ Leia também: Sávio é vetado e Coritiba terá que improvisar na estreia na Copa do Brasil

“Não tive nenhum problema, porque minhas palavras com ele foram ’bom dia’ e ’boa tarde’ no máximo. Tenho cabeça boa e tranquila em relação a isso. Minha base familiar me deu essa consciência de que pessoas vão falar bem ou mal do jogador. É impossível alguém jogar com 10kg a mais. Vai de vocês acreditarem nisso aí”, comentou.

O defensor vem se destacando neste início de ano no Coxa e ganhou a vaga de Alex Alves. Foram três partidas até aqui e um gol marcado, no empate em 2×2 com o Operário, no último domingo (10).

+ Mais na Tribuna: Coxa tem primeira semana decisiva do ano

“É um começo muito bom, eu ainda não tinha estreado como profissional e tive essa chance aqui. É um momento muito feliz. Meu pai e meu empresário ficaram forçando para conseguir esse empréstimo e agradeço ao Coritiba por ter me dado essa oportunidade. Estou correspondendo e espero continuar assim”, completou.

+ Confira os jogos e a classificação do Campeonato Paranaense

Sabino, que está emprestado até o final da Série B, será titular novamente na quinta-feira (14), às 21h15, diante da URT, em Passo de Minas, pela primeira fase da Copa do Brasil. O Alviverde avança na competição com uma vitória ou um empate.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!