Maringá – Mergulhado em uma profunda crise técnica, o Coritiba amarga o seu pior início de Brasileirão na era dos pontos corridos. O revés diante do Atlético escancarou as limitações de um grupo desequilibrado e que, hoje, dá poucas perspectivas de melhora. O técnico Celso Roth admitiu que é chegado o momento de ‘repensar’ o time e o elenco. Restam apenas duas rodadas para a parada da Copa do Mundo e o Verdão segue afundado na ZR, agora na penúltima colocação.

‘Temos que repensar o momento do Coritiba. Não é possível, pela grandeza do clube, estar nessa colocação. Principalmente sofrendo uma derrota como a de hoje (ontem)’, analisou Celso Roth, que armou uma estratégia diferente – com três zagueiros – e conseguiu superioridade ao longo do primeiro tempo. ‘Tivemos chances, mas não fizemos. E depois, demos os gols para o Atlético’, frisou. ‘É preciso atitude, inclusive em relação às contratações, revendo conceitos e buscando novas opções, pois do jeito que está o Coritiba não pode ficar’.

Roth já tem novos problemas para o jogo em Criciúma, quarta-feira. Ele não terá o lateral Carlinhos, suspenso, e Leandro Almeida, lesionado.