O técnico Jorginho saiu em defesa de alguns de seus jogadores após a vitória do Coritiba por 2×1 em cima do São Bento, na última terça-feira (15), em Sorocaba. Se descrevendo como um comandante que valoriza as ’joias’ da base, o treinador deixou claro que é preciso apoiar o elenco. A fala dele se deu porque alguns atletas vinham sofrendo duras críticas da torcida.

Alguns dos alvos dos torcedores foram o lateral-esquerdo William Matheus e o volante Vitor Carvalho. O camisa cinco, por exemplo, foi apontado como um dos culpados diretamente pela derrota do Coxa para o Londrina por 2×1, no dia 14 de setembro, após uma falha que resultou no gol do Tubarão. Já o ala vinha sendo questionado por seu desempenho irregular.

+ Já ouviu o podcast sobre os ‘famosos quem’ do futebol paranaense?

Na partida contra o São Bento, William Matheus deu a volta por cima. Fez um belíssimo gol, que abriu o placar, e foi fundamental na defesa, fazendo um intenso trabalho e, inclusive, tirando uma bola em cima da linha que daria o empate aos donos da casa já nos acréscimos.

Jorginho disse que confia no potencial do atleta e esperava o momento em poder contar com ele, além de destacar o bom trabalho de Vitor Carvalho. “O William teve um problema de virose, poderíamos ter usado ele antes. É um jogador importantíssimo. Assim como o Vitor Carvalho. Temos que recuperar o respeito do torcedor em relação a eles. Não podemos dispensar ninguém”, argumentou.

O volante, aliás, foi muito defendido pelo técnico, que chegou a deixar claro que Matheus Sales e Juan Alano – que marcou o segundo gol do Coxa – conseguiram jogar com mais liberdade e saídas ao gol graças ao bom rendimento da cria da casa.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“Esses dois jogadores tiveram tranquilidade por causa do Carvalho. Queria ressaltar mais uma vez a importância desse jogador. Terminamos com cinco jogadores da base e isso é muito importante”, enfatizou Jorginho, se referindo às presenças de Romércio, Júlio Rusch, Vitor Carvalho, Thiago Lopes, e Igor Jesus.

“Sou um treinador que gosta de acreditar nos jogadores da base, esses jogadores têm afinidade, carinho e respeito com o clube e a forma como eles entram (em campo) é de se admirar”, finalizou o treinador.

Leia mais:

+ Após terceira vitória, Jorginho já mira Coxa em uma posição melhor
+ Coritiba precisou sofrer pra buscar a vitória contra o São Bento