Joinville – Contra o América-RN, o Coritiba perdeu gols demais, sofreu a pressão no final e quase deixou escapar os três pontos. Dessa vez, apesar de ter sofrido um gol também nos últimos minutos, o técnico Ney Franco gostou das chances criadas, mas dessa vez elogiou a pontaria dos atacantes. “No jogo passado saímos de campo reclamando muito da falta de capricho, mas nesse jogo foi diferente. A nossa equipe criou oportunidades, mas temos que dar mérito principalmente ao Magrão, que fez grandes defesas”, apontou o treinador.

Para ele, o marcador poderia ser maior, mas o guapo rubro-negro não deixou. “Mas eu acho que entrou aí a qualidade do Magrão, que dificultou bastante a partida”, destacou. Por isso, dessa vez, nada de reclamação e sim elogios ao bom jogo do Alviverde. “O diferencial do primeiro tempo foi o Magrão, do Sport, que para mim saiu como o melhor jogador em campo disparado. Foi um jogo de alternâncias, tivemos um volume maior de jogo e fomos merecedores da vitória, apesar de o Sport também ter dominado o meio de campo em determinado momento do jogo e nos deu muitas dificuldades”, analisou.

Na visão de Ney, as mudanças na segunda etapa fizeram com que a equipe coxa mantivesse o nível quando o adversário melhorou. “Felizmente aqueles jogadores que entraram na parte final fizeram com a equipe se ajustasse de novo, embora tenhamos tido o susto no final. Tivemos competência para vencer mais um jogo e permanecer dentro do G4”, completou. Hoje, o elenco ganha folga, mas amanhã já tem reapresentação no CT da Graciosa. Diante do Vila Nova, na sexta-feira, o volante Marcos Paulo volta e quem entrou no segundo tempo disputa posição com os titulares. (RS)