Os primeiros 45 minutos de ontem, em Sete Lagoas-MG, foram apontados pelos jogadores do Coritiba como o responsável pela derrota por 2 x 1 para o Atlético-MG. Todos reconheceram que não jogaram quase nada na primeira etapa e reagiram muito tarde na busca por um resultado melhor. “O primeiro tempo foi apático e diferente do que a gente vinha demonstrando. Mesmo assim, ainda criamos duas oportunidades boas de fazer o gol, mas pecamos pelo primeiro tempo”, avaliou o meio-campo Rafinha.

O goleiro Vanderlei concordou. “A gente fez um mal primeiro tempo. Eles jogaram muito bem, tiveram a oportunidade de fazer o gol e marcaram. No segundo tempo, voltamos bem, mas acabamos tomando o segundo numa bola que desviou. Mas o importante é que lutamos”, disse o camisa 1.

Já o segundo tempo foi melhor, mas a necessidade de buscar o empate abriu brechas na defesa, segundo o atacante Leonardo. “Tivemos que sair e tomamos o gol no contra-ataque. Acho que o fundamental para essa derrota foi o primeiro tempo”, apontou.

De qualquer forma, todos reconheceram a superioridade do Galo. “O Atlético jogou bem melhor no primeiro tempo e quando fizeram o segundo gol a coisa ficou muito complicada”, lamentou Leonardo. Agora, o time refaz as contas para a Libertadores, mas espera uma posição melhor do que o modesto 10.´. “A gente tem que tem tentar. Não sei se dá a Libertadores, mas nesses próximos jogos a gente tem que ganhar para a gente subir mais na tabela”, projetou o atacante Everton Costa.

Já o técnico Marcelo Oliveira destaca o bom futebol do Atlético. “O Coritiba, infelizmente, foi um pouco abaixo do esperado, mas temos que seguir em frente e buscar resultados”, finalizou.