Eliminado da Copa do Brasil pelo Avaí, o Coritiba se concentra agora apenas no Paranaense com um único objetivo: ser campeão. Conquistar o título regional é o que sobrou no primeiro semestre, já que a Segundona começa em maio, mas vai até o final de novembro.

Assim, o Alviverde joga tudo para voltar a levantar um caneco e fazer a torcida sorrir após os fracassos em casa em momentos decisivos. Foi assim no rebaixamento contra o Fluminense em dezembro e na quarta-feira contra os catarinenses. Por isso, o técnico Ney Franco prega atenção total amanhã contra o Paranavaí, às 16h no Couto Pereira.

“Uma equipe como o Coritiba entra em toda competição com a obrigação de ser campeã ou entra com o objetivo de ser campeão. Entramos na Copa do Brasil querendo ser campeão, mas a gente sabe que a competição tem outros candidatos também e nós estamos no Campeonato Paranaense com esse objetivo também, de querer ser campeão”, avalia o treinador do Coxa.

No entanto, ele lembra que tem outros concorrentes na parada. “Tem duas equipes lutando mais próximo do título, que somos nós e o Atlético e ainda pode aparecer um outro elemento surpresa, mas o objetivo maior na competição é ser campeão”, aponta Ney.

Para tanto, ele não descarta nem dar mais atenção à “cabeça” dos jogadores. “Para o jogo de sábado (amanhã), temos que ficar atentos a tudo. Lado emocional, técnico, tático e, principalmente, físico. A gente vem numa sequência de jogos e temos que estar atentos a todos os detalhes relacionados ao futebol e à recuperação dos atletas como um todo”, avisa o comandante coxa.

Ontem, por exemplo, alguns dirigentes estiveram no CT da Graciosa para conversar com os atletas, pedir mais atenção nos jogos, mas também dar apoio ao elenco nesse momento.

Mais para frente, no entanto, contratações deverão ser feitas. “Na medida que vai jogando e vai treinando você vai avaliando e reavaliando o seu trabalho e o seu entorno, o que está acontecendo no seu trabalho. Mesmo com a eliminação, o trabalho está sendo desenvolvido no campeonato regional e está surtindo efeito”, destaca Ney. E na Série B?

“Logicamente que essas competições servem como parâmetros para a gente de algumas decisões e internamente a gente já vem conversando sobre o que está sendo realizado e, principalmente, no futebol, que é o mais importante”, finaliza o treinador.