A fase do Coritiba é tão ruim neste início de Campeonato Brasileiro, que além da pressão interna pela primeira vitória e uma apresentação convincente, a diretoria começa a enfrentar o descontentamento de parte da torcida. Através das redes sociais um grupo de torcedores está pedindo um amistoso contra o time para provar que não precisa de muito para superar o que atual elenco vem fazendo.

A campanha “#AMISTOSO – Torcedores de Alma Guerreira x Atual Elenco” começou após a derrota para o principal rival no final de semana, no estádio Willie Davids, em Maringá, por 2×0. A página criada no Facebook por quatro torcedores faz críticas ao presidente Vilson Ribeiro de Andrade. “Enquanto vossa excelência está preocupada em chefiar a seleção brasileira, nosso tão amado Coritiba está se afundando cada vez mais no Campeonato Brasileiro”, diz parte do texto publicado na rede social.

O questionamento da torcida é quanto à qualidade do atual elenco, alguns jogadores chegam a ser citados pelos torcedores. “Será que Zé Love, Keirrison, Victor Ferraz, Vanderlei e demais, têm ou mantêm condições de vestir nossa tão amada camisa? Chegou a hora da verdade, chegou a hora da mudança, CHEGOU A HORA DO DESAFIO!”, questiona o texto publicado pelos torcedores. Por fim vem o grande desafio direcionado ao presidente Vilson Ribeiro de Andrade com a proposta de um amistoso do Coritiba contra um grupo de torcedores. “Em caso de vitória do atual elenco a torcida compromete-se a apoiar incondicionalmente a equipe, independente dos resultados, novamente carregaremos a equipe, mas não por vocês, não pelos jogadores que hoje vestem nossa camisa, mas pela nossa tradição. Em caso de vitória da torcida exigiremos MUDANÇAS IMEDIATAS no Coritiba, CONTRATAÇÃO de atletas que tenham capacidade técnica e física de vestir nossa camisa, APROVEITAMENTO de nossos atletas das CATEGORIAS DE BASE, chega com essa de TIME B, infelizmente não temos nem o TIME A”, complementa a proposta.

A campanha surgiu como forma de brincadeira, mas rapidamente se espalhou pela internet e ganhou a adesão de milhares de torcedores. “A ideia sempre foi cobrar. No começo, através de uma brincadeira, mas isso mostra o descontentamento do torcedor. É preciso esclarecer muita coisa dentro do Coritiba, o clube está um descaso desde 2012 e só vem piorando. Chega uma hora que a paciência acaba. Falta transparência na aplicação de dinheiro, queremos jogadores com mais nível técnico. O objetivo é a cobrança”, disse Gabriel Grahl, sócio do Coritiba desde 2005 e um dos organizadores do movimento. Para que a cobrança possa ganhar corpo, estes mesmos torcedores devem entregar hoje uma carta ao clube pedindo esclarecimentos sobre diversos assuntos, entre eles a aplicação do dinheiro arrecadado e a contratação de jogadores. A carta será assinada em nome da torcida do Coritiba, representada pelos sócios que encabeçam o movimento que começou nas redes sociais.