Antes da partida entre Coritiba e Chapecoense, na noite da última quarta-feira, no Couto Pereira, o árbitro Devarly Lira do Rosário não deixou com que o duelo começasse no horário por conta de uma faixa estendida pela torcida do Coxa.

No material, aparecia o árbitro Wagner Reway com uma camisa rubro-negra – ele comandou o confronto entre Flamengo e Coritiba, válido pela Copa do Brasil, no Rio de Janeiro.

A arbitragem solicitou a retirada da faixa e só assim iniciou o jogo de ontem. Na súmula do duelo, Rosário apontou o atraso para o começo da partida por conta da revolta dos torcedores.

“Houve atraso de 02 (dois) minutos para o inicio da partida tendo em vista a retirada de um banner por parte do policiamento identificado pelo arbitro, medindo aproximadamente 4×4 metros com foto do árbitro Wagner Reway (pertencente ao quadro de árbitro da CBF) vestindo uma camisa nas cores rubro negras, com logo da CBF, com os seguintes dizeres: “penalty para nós!”. Após a partida foi entregue para o árbitro Devarly Lira do Rosário, pelo advogado da equipe do Coritiba, sr. Guilherme Heller de Pauli , boletim de ocorrência unificado, número: 2014/868172 e o banner acima descrito. Informo que foi repassado o banner e o boletim de ocorrência para o delegado da partida, Sr. Roberto Pencai, para as devidas providências”, diz parte da súmula.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook