No banco ou entre os titulares, o atacante Kléber, quase dois meses afastado dos gramados se recuperando de uma fratura no pé direito, deve ser a principal novidade do Coritiba para o duelo decisivo diante do Fluminense, neste domingo (23), às 18h30, no Couto Pereira. O Gladiador, que voltou a treinar há dez dias, participou dos trabalhos desta semana normalmente e deve ficar à disposição do técnico Paulo César Carpegiani para o embate contra o tricolor carioca.

A situação de Kléber, no entanto, depois da derrota por 2×0 no clássico contra o Atlético, no último domingo (16), na Vila Capanema, trouxe algumas polêmicas. O treinador, questionado sobre a não participação do jogador, declarou em entrevista coletiva que o Gladiador não encarou o Furacão por vontade própria. Carpegiani, no entanto, esclareceu a sua versão dada inicialmente e garantiu que o centroavante está passando por uma fase de readaptação física.

“Depois do clássico me perguntaram sobre o Kléber. Disse que ele estava à disposição e, quem sabe no meio da frase disse que ele não quis jogar, mas não é verdade. O Kléber está bem, fará uma ressonância no final da semana e está em franca recuperação. Ele já está treinando e não jogou realmente porque tem que levar em consideração o aspecto da transição da parte física”, disse o comandante coxa-branca, após o duelo contra o Atlético Nacional, quarta-feira (19), pela Copa Sul-Americana.

O treinador, no entanto, lembrou da experiência com o volante Alan Santos, que também fraturou o pé e voltará a jogar somente no ano que vem. No caso de Kléber, o técnico, apesar da vontade e necessidade de ter o atleta em campo, respeitará o tempo necessário e a ordem vinda do departamento médico.

“Eu queria colocar ele de qualquer jeito, mas tenho que respeitar o departamento médico, até o próprio Kléber, pois eu já tive uma experiência com o Alan (Santos). Fiquei sabendo dois dias antes do jogo (contra o América-MG) que tinha fraturado e que faria a cirurgia após a partida. Primeiro vamos saber se ele estará bem, para depois ver se vai sair jogando ou entrará no decorrer do jogo”, finalizou.

Se voltar, de fato, ao time coxa-branca, Kléber poderá dar mais poder de fogo ao Coritiba no Brasileirão. Isto porque nas últimas três partidas, contra Internacional, Figueirense e Atlético, o Verdão não conseguiu marcar nenhum gol. Se não fosse a inspiração do atacante Iago, no empate em 1×1 diante do Atlético Nacional, a seca seria ainda maior.