De volta ao time coxa-branca depois de um período com a seleção brasileira sub-20 em compromissos no México, o lateral-direito Dodô concentra suas atenções para fechar bem a temporada de 2016 pelo Coritiba nas duas rodadas restantes do Campeonato Brasileiro, mas sem deixar de lado a expectativa para ser convocado para disputar o Campeonato Sul-Americano Sub-20 pela selecão. Com 18 anos completados recentemente, Dodô foi o jogador mais novo a atuar na competição nacional e comemorou o bom ano feito com a camisa alviverde.

“Foi precoce a minha vinda para o profissional, com 17 anos. Tenho os pés no chão, converso com minha família e com meus amigos. Sei que tenho muito para dar para o futebol. Tenho mais uns 20, 25 anos de carreira”, apontou ele.

Para Dodô, Mais difícil do que com apenas 17 anos subir para o profissional em um time grande do futebol brasileiro é se manter neste ponto e em um bom nível de atuação. “Chegar todo mundo chega, mas é difícil se manter. Estou trabalhando firme para sempre estar mantendo as mesmas oportunidades. Sempre vou dar o melhor de mim no Coritiba, trabalhando forte para ter as oportunidades. Se continuar no Coritiba, vou buscar fazer um bom campeonato no ano que vem”, emendou.

A última frase dita pelo lateral, colocando em xeque seu futuro no Alviverde, não foi a primeira do jogador durante a entrevista coletiva realizada na tarde de quarta-feira (23), no CT da Graciosa. Apesar de ter contrato até junho de 2018 e dar pistas sobre seu futuro, o atleta despistou sobre possíveis propostas recebidas para deixar o Verdão no ano que vem.

“Meu futuro está nas mãos de Deus”, declarou. “Isso daí não posso falar não (sobre propostas). Ainda tem mais um mês para o final do ano e ainda tenho mais dois anos de contrato com o Coritiba. Espero ficar aqui, só foi o começo. Espero ficar para dar um ano de alegrias e vitórias no clube”, desconversou ele.

O jogador, que agradou o técnico das categorias de base da seleção, Rogério Micale, deve ser convocado, na semana que vem, para disputar o Campeonato Sul-Americano Sub-20. “Estou trabalhando forte para estar na lista dos convocados da seleção e mesmo aqui do Coritiba”, arrematou o lateral coxa-branca.