A derrota do Coritiba para o Londrina no último sábado (14), por 2 a 1, no Estádio do Café, fez novas críticas surgirem e alguns torcedores têm usado as redes sociais para pedir a saída do técnico Umberto Louzer. Curiosamente, ele já é o técnico mais longevo da gestão do presidente Samir Namur, com seis meses e meio no cargo, e não há nenhuma sinalização por parte da diretoria que indique uma troca de comando.

Pelo contrário. Após a partida em Londrina o diretor de futebol Rodrigo Pastana defendeu o trabalho do técnico. “Quando ficamos dez jogos invictos, dissemos que esse é um campeonato de regularidade. Agora estamos oscilando de bobeira. Estamos perdendo em erros individuais. Isso não tem a ver com o trabalho diário. O trabalho dele (Louzer) é muito bom. Erro individual a gente não prevê”, declarou em entrevista para as rádios Banda B e Transamérica.

Louzer foi indicado para o cargo pelo próprio Pastana. Em entrevista recente, o presidente Samir Namur revelou que os demais treinadores da gestão dele foram escolhidos pelo G5, o grupo de dirigentes que comanda o Coritiba, o que mostra que Pastana está prestigiado. Samir Namur assumiu a presidência do Coritiba no final de 2017, com a promessa de apostar em treinadores jovens e arrojados. Nesse período teve quatro técnicos à frente da equipe: Sandro Forner, Eduardo Baptista, Argel Fucks e Umberto Louzer.

Confira os números:

Sandro Forner – 4 meses

Campanha: 20 jogos. 7 vitórias, 5 empates, 8 derrotas.
Aproveitamento: 43%
Contratação: 15/12/2017.
Demissão: 15/04/2018. Caiu na derrota para o Sampaio Corrêa, por 2 a 0, na primeira rodada da Série B de 2018. (Tcheco assumiu a equipe interinamente)

Eduardo Baptista – 4 meses

Campanha: 18 jogos. 6 vitórias, 8 empates, 4 derrotas.
Aproveitamento: 48%
Contratação: 16/04/2018.
Demissão: 11/08/2019. O treinador não resistiu ao empate em 0 a 0 com o Sampaio Corrêa na Série B 2018. (Tcheco assumiu interinamente)

Argel Fucks – 5 meses

Campanha: 18 jogos. 6 vitórias, 8 empates, 4 derrotas.
Aproveitamento: 48%
Contratação: 16/09/2018. Foi o técnico escolhido para comandar a equipe no restante de 2018 e permaneceu para a temporada 2019.
Demissão: 16/02/2019. Caiu após a eliminação precoce do Coritiba na Copa do Brasil, com a derrota por 3 a 2 para o URT, na primeira fase da competição. (Matheus Costa assumiu como interino)

Umberto Louzer – 6 meses

Campanha: 29 jogos. 13 vitórias, 9 empates, 7 derrotas.
Aproveitamento: 55%
Contratação: 25/02/2019.

Depois da derrota para o Londrina, Louzer voltou a afirmar que “pressão quem está no Coritiba sempre vai ter”. O treinador pediu desculpas para a torcida e projetou o próximo desafio, contra o CRB, em casa, no próximo sábado (21), às 19h. “Primeiro é pedir desculpas ao nosso torcedor principalmente aos que vieram até aqui (Londrina). Confesso que foi a pior derrota que sofri, mas temos que olhar pra frente, o campeonato ainda é longo”, disse. “Agora é projetar a semana e voltar a vencer contra o CRB”, afirmou.

+ Confira a classificação completa da Série B!

O Coxa vem de uma série de cinco jogos sem vencer e três derrotas consecutivas, e só permaneceu na quarta colocação na tabela da Série B porque os rivais diretos, que ameaçavam roubar a posição, também tiveram reveses na última rodada. A última vitória foi contra o Oeste, no dia 19/08, quando o Alviverde venceu por 2 a 0. Depois disso empatou com o Bragantino (1 a 1), empatou também com o Vitória (1 a 1), perdeu para a Ponte Preta (1 a 0), foi derrotado pelo Atlético-GO (2 a 1) e perdeu também para o Londrina (2 a 1).

Leia mais:

+ Má fase do Coritiba está ligada à queda de desempenho da defesa
+ Coxa tentará a recuperação diante do melhor visitante da Série B
+ Coritiba deixa o G4, mas jogadores focam na própria força
+ Coritiba tem três retornos contra o CRB, mas pode ficar sem Rafinha