Os primeiros meses do ano não têm sido fáceis para o lateral-direito Rodrigo Ramos, do Coritiba. Depois de passar um mês sem aparecer no clube depois do dia determinado para a reapresentação, ele passou por uma cirurgia na semana passada. O prazo dado à recuperação não foi divulgado pelo departamento médico do clube, mas a retirada de um cisto na coluna deve deixá-lo fora de combate por um tempo considerável.

Depois de sair para as férias em dezembro, Ramos só retornou ao clube na metade de fevereiro, por conta de problemas particulares. Ficou em Petrolina-PE, cidade em que moram os familiares, durante o período da pré-temporada, quando o Coxa se preparava para o Campeonato Paranaense e para a Copa do Brasil.

Prata da casa, Rodrigo Ramos era visto como joia da base. Ele já teve passagens pela seleção brasileira de base e, em 2015, disputou o Mundial sub-20. No mesmo ano, o estreou no time profissional do Coritiba, mas não conseguiu se firmar.
Por conta disso, acabou emprestado para o Maringá para adquirir mais maturidade. Depois, foi para o Chicago Fire, dos Estados Unidos. No ano passado, o atleta foi titular no Paranaense e utilizado no início do Brasileirão porém, outra vez, não sacramentou a sua titularidade.

Nesta temporada, devido aos problemas particulares e de ordem médica, Rodrigo Ramos perdeu a chance de dominar o setor. A vaga na lateral ainda está aberta, já que Benítez e Marcos Moser não convenceram. Com carência na posição, o clube anunciou Carlos César para ser titular na Série B.