O lateral-direito Yan Couto fez sua estreia profissional com a camisa do Coritiba na vitória por 2×0 em cima do Cianorte, na última sexta-feira (21), no Couto Pereira, e foi muito elogiado pelo técnico Eduardo Barroca.

O jogador entrou aos 34 minutos do primeiro tempo no lugar Patrick Vieira, lesionado, e fez jogadas importantes. O jovem de 17 anos foi vendido ao Manchester City, da Inglaterra, por 6 milhões de euros, mas fica no Coxa até junho, quando chega à maioridade e pode ir para a Europa

Ainda que o atleta não tenha falado com a imprensa na saída do gramado, sua atuação foi exaltada pelo treinador. O silêncio de Yan Couto se deu por uma determinação do próprio clube inglês, que está tentando reverter uma punição que o exclui de participar da Champions League. Por isso, proibiu que ele desse entrevistas.

“É um jogador de muita personalidade, nível de seleção brasileira e internacional. Ele sentiu muito pouco mentalmente, porque está habituado a jogos de bom nível. É um jogador de qualidade individual muito boa. Foi uma experiencia boa pra ele, que estava com muita expectativa. Jogou bem e a equipe venceu”, declarou o treinador.

Yan Couto fica no Coritiba até junho, quando completa 18 anos e pode ir para a Europa. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

Mesmo que Yan tenha ido muito bem e possa disputar a vaga na posição, ele tem data definida para deixar a equipe. Contudo, Barroca não quer fazer projeções a longo prazo e, por isso, pode ser que o lateral siga no time.

“Não posso pensar em junho. Temos que pensar no que for melhor pra gente jogo a jogo, competição a competição. É dessa forma que eu vou pensar na sequência do Yan desportivamente”, finalizou o comandante alviverde.

+ Mais do Coxa:

+ Barroca admite cobrança da diretoria do Coritiba, mas ressalta apoio
+ Sassá ganha elogios do técnico do Coritiba, que ressalta entrega do atacante