A disputa para a 88.ª Corrida Internacional de São Silvestre promete ser para lá de intensa. A largada às 6h50 no dia 31, na Avenida Paulista, em São Paulo, terá um verdadeiro pelotão de elite africano. Serão 11 homens e sete mulheres provenientes do Quênia, Etiópia, Tanzânia e Marrocos na briga pela vitória.

Mark Korir, Stanley Koech, Edwin Kipsang Rotich, Joseph Aperumoi e Paul Kimutai são os quenianos confirmados para a prova. Alphonse Simbu e Abubaka Hussen irão representar a Tanzânia, enquanto a Etiópia, país de enorme tradição nas corridas de rua, terá somente Belete Terefe. Os marroquinos completam o pelotão africano como Ahimed Baday, Hafid Chani e Najin El Gady.

Entre as mulheres, Rumokol Chepkanan, Nancy Kipron, Dorcas Talam e Maurine Kipchumba serão as representantes do Quênia. Jackline Sakilu e Anastazia Ghamaa são as tanzanianas na disputa, enquanto Fekede Almaz Negede será a única etíope na disputa.

Durante sua longa história, a São Silvestre encarou 12 mudanças de percurso e 18 de distância em razão do seu próprio crescimento. Neste ano, o evento passou por uma nova alteração: após anos sendo realizada à tarde, desta vez, a corrida será pela manhã.