O programa de hoje, em São Paulo, apresenta-se com duas provas do calendário oficial, com destaque para o Grande Prêmio Jacutinga, grupo 3, com participação de sete potrancas de dois anos de idade hípica, entre as quais a paranaense Tempero Carioca, que figura como maior rival da favorita Sweet Kentucky, defendendo a farda do Stud Estrela Energia, completando o campo da tradicional prova de Cidade Jardim: Nannah (F. Leandro), Elis Elis (A. M. Souza), Cores do Brasil (J. Moreira), Sweet Kentucky (V. Leal) e Fly Gata (N. Cunha).

Clássico

Outra boa atração do programa é o Clássico Presidente Rafael A. Paes de Barros (L), em 2.400 metros, com a participação de quatro paranaenses: Quick Road, Blessed Mustang e Fafo completando o campo da prova New Fandam, Finger Print, Naperon, Biólogo, Ilano e Don Lopes. O paranaense Quick Road, de criação do Haras Santa Maria de Araras, figura como favorito, enquanto Don Lopes é apontado pela Revista Turf Brasil, como segunda força.

Animais daqui

Apresentamos, a seguir, considerações sobre os seis animais do Tarumã foram levados para as corridas desta tarde no Hipódromo de Cidade Jardim:

Ócio (M.V. Lanza), do Stud Senhor Moreno, como chegou descolocado quando estreou aqui, não figura entre os favoritos da prova de abertura.

Don Dudu (J. Cesar), porém, do Stud AML, vindo de fácil vitória em São Paulo, atuará com muita chance de vitória, no quarto páreo, sendo indicado como favorito tanto na grama como na areia, destacando-se como seu maior rival Largess.

Cardinal (P. Nickel), que foi preparado no Tarumã, também atuará com muita chance, sendo indicado como força mesmo que a sexta prova passe para a pista de areia. Al Arab é a diferença da defensora do Stud Stanford.

O oitavo páreo apresenta-se com dois do Tarumã: Pérola Preta (C. Carlindo), do Haras Ponta Porã e El Hod- dye (J.S. Arruda), de propriedade de Alberto Juarez Miorim. A Revista Turf Brasil indica como força Perola Preta, tanto na grama como na areia.

Polaca Linda (C. Carlindo), também do Haras Ponta Porã, vindo de fácil vitória no Tarumã, é indicada como força da nona prova, mesmo que passe para areia.