Suwon (AE) – A classificação da Costa Rica está nas mãos de Lonnis. Se ele não tomar nenhum gol, garantindo o empate desde o começo da partida, a seleção vai para a próxima fase da Copa do Mundo, motivo de muita alegria no país. O goleiro diz estar consciente da responsabilidade, e admite que a missão não será fácil.

“Vamos enfrentar a seleção que é uma das favoritas para ganhar a Copa. Se o Brasil não poupar ninguém, vou ter pela frente craques como Ronaldo e Rivaldo, excelentes finalizadores”, disse o goleiro. Ele tem 75 jogos disputados com a camisa da seleção e é um dos destaques da equipe no empate contra a Turquia por 1 a 1. Fez grandes defesas, uma delas, no fim do jogo, garantiu o resultado, que manteve o time com esperanças de classificação. A equipe turca havia até comemorado o gol, mas Lonnis fez a defesa.

Erick Lonnis é apontado pelo técnico Alexandre Guimarães como seu representante em campo no relacionamento com os atletas. É líder nato, por isso exerce a função de capitão da equipe.

Aos 36 anos, o goleiro é um dos jogadores mais veteranos da Copa do Mundo. Ele atua no Saprissa, da Costa Rica, e se comenta no meio da imprensa esportiva do país, que Lonnis poderá fazer parte da comissão técnica da seleção assim que encerrar a carreira. O goleiro promete concentração total para essa partida. Empolgado com a possibilidade da classificação, Lonnis afirmou que está preparado até para defender pênalti. Ele considera o jogo mais importante da Costa Rica. A classificação deverá deixar o país em festa como foi no dia que o time garantiu a vaga para a Copa do Mundo. O jogo, prevê Lonnis, terá grande atenção da imprensa destacada para cobrir a Copa do Mundo.

Técnico da Costa Rica aceita o empate

O técnico brasileiro da Costa Rica, Alexandre Guimarães decidiu fazer segredo quanto ao esquema de jogo para a partida contra o Brasil. Ele lembrou que um empate será suficiente para a classificação e por conta disso, não vê razão para se arriscar. “Temos duas saídas para a classificação: o empate e a vitória. O jogo é que vai nos mostrar de que forma podemos conseguir nosso objetivo. Terminar a fase em primeiro lugar seria o máximo para nossa equipe”, disse o treinador.

Guimarães diz que não se ilude com a história de que o Brasil vai jogar sem três titulares. Segundo ele, achar que a seleção brasileira ficará mais fraca por causa disso, seria “reduzir a importância do jogador brasileiro.”