A diretoria do Coritiba, comovida com a situação de calamidade de Santa Catarina, convoca os torcedores para ajudar com doações de alimentos. No último jogo em casa do clube nesta temporada, contra o Vasco, domingo as 17 horas. Quem levar um quilo de alimento não perecível (exceto sal e açúcar) concorre a dois kits de produtos oficiais do Coritiba. Confira a bela nota que a diretoria postou no site oficial em relação a situação catastrófica que toma conta do Estado vizinho.

Solidariedade e amor ao próximo

Um clube que foi construído com a dedicação de milhares de pessoas e é levado com o amor de uma imensa nação não pode ficar parado diante desta situação. Ajudar ao próximo é mais do que uma ação voluntária, é uma responsabilidade para todo o torcedor coxa-branca.

Compareça ao jogo com o Vasco, prestigie a campanha feito pelo Verdão nesta temporada e ajude o próximo. Não é apenas a imensa legião de coxas-brancas que moram em Santa Catarina que vão agradecer. Neste momento, todos precisam do nosso apoio.

Atlético

O Atlético iniciou uma coleta de suprimentos para auxiliar os afetados na grande enchente da história de Santa Catarina. Poderão ser doados alimentos, água, cobertores e materiais de construção no Espaço Sócio Furacão, localizado na frente da Arena, na rua Buenos Aires.

Os suprimentos serão direcionados à prefeitura de Itajaí, cidade mais atingida pela enchente e pelos deslizamentos de terra. A principal necessidade, segundo a Defesa Civil, é de água potável já que em muitos locais as redes de abastecimento estão danificadas. Na última segunda-feira, a Companhia de Saneamento de Santa Catarina doou 40 mil copos e uma empresa 15 mil litros.

De acordo com levantamento da Defesa Civil de SC, 22.776 pessoas estão em abrigos e outras 29.543 precisaram ir para casas de parentes e amigos (desalojados). O total de pessoas fora de casa chega a 52.319. Já foram confirmadas 65 mortes. No total, mais de 1,5 milhão de pessoas foram afetadas pelas chuvas.

Quatro municípios já decretaram estado de calamidade pública: Gaspar, Rio dos Cedros, Nova Trento e Camboriú. Os municípios de Blumenau, Tijucas e Brusque também informaram que irão decretar calamidade pública, mas o documento ainda não chegou à Defesa Civil do Estado.