A crise econômica mundial, que já afastou a Honda da Fórmula 1, fez mais uma vítima no automobilismo nesta sexta-feira (5). Horas depois do anúncio da montadora japonesa, a alemã Audi também anunciou que diminuirá suas atividades nas pistas no próximo ano.

A fabricante confirmou que está fora da American Le Mans Series, campeonato de protótipos que domina desde o início da década. A montadora já havia desistido de defender o título na Le Mans Series européia. Assim, o novo modelo R15 turbodiesel só disputará duas corridas no ano – as 24 Horas de Le Mans e as 12 Horas de Sebring.

As razões para a Audi deixar as competições são, sobretudo, financeiras. Apesar dos bons resultados nas pistas, a montadora de Ingolstadt precisa reduzir gastos para minimizar os efeitos da crise econômica.

“A decisão de sair das categorias foi muito difícil”, afirmou Wolfgang Ullrich, chefe da equipe. Ele agradeceu e elogiou o trabalho de funcionários e pilotos da escuderia oficial da montadora, e lamentou não poder dar seqüência ao projeto.