Vamos às notas do Coritiba na vitória por 1×0 sobre o Atlético-GO, neste sábado (31), no Couto Pereira, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Coritiba

Wilson: Novamente decisivo em pelo menos três intervenções. Garantiu a vitória – 8,5.

Matheus Sales: Jogando simples, correu menos risco improvisado na lateral – 6.

Sabino: Impecável nos desarmes, voltou a fazer um bom jogo – 8.

Nathan Silva: Tecnicamente abaixo da média do time, dá sustos na torcida – 5.

William Matheus: Apagado, não apareceu no ataque – 5,5.

Hugo Moura: Sem inventar, fez um jogo tranquilo como primeiro volante – 6,5.

Matheus Galdezani: Além do gol e da bola no travessão, mostrou a qualidade de 2017, coincidência ou não com o técnico daquele ano – 7. Natanael entrou em seu lugar e demonstrou nervosismo – 5.

Cerutti: Mesmo em adaptação e fora de ritmo, foi o desafogo de velocidade alviverde – 6. Nathan o substituiu e pouco pegou na bola – sem nota.

Giovanni Augusto: Foi quem mais tentou segurar a bola no campo de ataque no Coritiba – 6,5. Saiu lesionado no intervalo para a entrada de Sarrafiore, que mesmo sem brilhar mostrou que deve ser mais utilizado – 6.

Neílton: Foi sacrificado taticamente, fechando bem o corredor esquerdo da defesa coxa – 6. Foi substituído por Matheus Bueno no finalzinho – sem nota.

Ricardo Oliveira: Correu bastante, ainda mais se pensarmos que está fora de ritmo e tem 40 anos. Teve participação importante no gol do Coritiba, mas não finalizou – 6. Rodrigo Muniz o substituiu e foi pouco acionado – 5,5.

Pachequinho: Apostou em ‘bolas de segurança’ e conseguiu a vitória – 6.

+ Confira todos os posts do blog AQUI!

Atlético-GO

Bem organizado taticamente, o Dragão tem problemas técnicos que podem complicar o time na luta para fugir do rebaixamento. Os laterais Dudu e Natanael foram muito acionados.