Vamos às notas do Coritiba no empate em 3×3 com o Goiás, nesta quarta-feira (9), na Serrinha, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Coritiba

Wilson: Foi bastante exigido, e não teve o que fazer nos gols do Goiás – 7.

Jonathan: Uma atuação discreta, na sua média – 5,5.

Rodolfo: Foi expulso infantilmente – 3.

Sabino: Uma participação intensa, com gol contra e gol a favor – 6,5.

William Matheus: Decisivo nos dois primeiros gols do Coritiba, cometeu um pênalti desnecessário – 5,5.

Hugo Moura: Ficou mais na marcação e foi discreto – 5,5. Luiz Henrique o substituiu no finalzinho – sem nota.

Matheus Sales: Fez um ótimo primeiro tempo, inclusive saindo para o apoio – 7,5. Saiu machucado e Matheus Galdezani entrou sem brilhar – 6.

Matheus Bueno: Apareceu menos do que nas outras partidas – 5,5. Saiu para Rhodolfo fechar a zaga e mostrar falta de ritmo – 5,5.

Robson: Marcou o gol, tentou segurar a bola na frente e foi até o limite físico – 7. Giovanni Augusto entrou no final – sem nota.

Igor Jesus: Foi fiel às instruções táticas de Jorginho, mas finalizou pouco – 6.

Sassá: Foi bem na etapa inicial, mas acabou sacrificado para arrumar a defesa – 6,5. Natanael entrou em seu lugar e foi regular – 5,5.

Jorginho: A estratégia montada por ele deu muito certo no primeiro tempo, mas as falhas do time mudaram a história do jogo – 6.

+ Confira todos os posts do blog AQUI!

Goiás

Com uma equipe ainda frágil, Thiago Larghi terá muito trabalho pela frente. Destaque negativo para Edilson, que errou tudo.