A ansiedade da torcida do Paraná Clube impressiona. Mas há motivos – no momento mais delicado da história tricolor, em que as dívidas que se acumulam fazem o clube ser praticamente insustentável, a vinda de investidores de fora do País gera uma expectativa enorme e uma esperança tão grande quanto.

+ Leia também: Vale a pena ficar com Guilherme Biteco?

É difícil prever o que poderá acontecer. É preciso que esteja tudo certo, alinhavado e oficialmente anunciado para sabermos com total certeza o que vai acontecer – quem são os russos, quem vai comandar, qual será o papel da diretoria, quanto dinheiro será investido, quais serão as contrapartidas. E, principalmente, se os planos indicam um Tricolor sustentável daqui pra frente. Subir pra Série A esse ano é bom, mas ter um Paraná forte daqui a dez anos é fundamental.

+ Memória: Pinheiros participou da primeira Copa do Brasil

Só que, claro, todo mundo só pensa em uma coisa – contratações. Com dinheiro, a montagem de um time competitivo para a Segundona é muito mais simples, e por isso os torcedores paranistas acreditam que daqui pra frente tudo vai ser diferente. E quem o Tricolor poderia contratar? Uma olhada pelos campeonatos estaduais já permite boas ideias. Então, Подтвердите!

Felipe Marques – Novorizontinho

O atacante teve boas passagens pelo Londrina e pelo Cuiabá, e pelo segundo ano seguido defende o Novorizontino no Campeonato Paulista. Ele joga mais pela direita, com velocidade e boa finalização. Vai ser uma das atrações da ‘janela caipira’ após o final dos Estaduais.

Felipe Marques num cenário estiloso. Foto: Divulgação/Cuiabá EC

Júnior Todinho – Guarani

O centroavante de nome inusitado sabe fazer gols. Fez isso no Cuiabá ano passado e começou assim também no Guarani, marcando três nas primeiras rodadas do Paulistão. Uma proposta esperta pode tirá-lo do Bugre pra defender o Tricolor na Série B.

Júnior Todinho é uma opção para o ataque. Foto: Dpto de Comunicação/Guarani FC

Romário – Mirassol

O lateral-esquerdo foi muito bem no Ceará, nem tanto no Santos, mas é uma opção interessante. Vem se destacando no Mirassol, que faz boa campanha no Paulista. Ainda pertence ao Peixe, e um empréstimo pode ser a melhor opção para o Paraná Clube.

Romário não é aquele. Foto: Foto: Léo Roveroni/Agência Mirassol

Pedrão – Palmeiras

Com a definição por Vanderlei Luxemburgo que Felipe Melo será zagueiro, a vida do ex-jogador do América-MG por lá ficou mais complicada. Com Luan, Emerson Santos e Gustavo Gómez à frente, ele poderia ser emprestado para a disputa da Segundona. Entretanto, ele foi oferecido ao Athletico na negociação de Rony.

Pedrão nem entrou e já pode sair da lista. Foto: Divulgação/SE Palmeiras

Rodrigo Andrade – Vitória

O volante se destacou no Paysandu e foi comprado pelo Vitória em 2018. Ainda com 22 anos e experiência na Segundona e na Série A, e pode ser uma opção para o meio-campo.

Rodrigo Andrade é o mais jovem da lista. Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

Eduardo – Ceará

O lateral-direito não é mais o garoto que arrebentou no Athletico, mas ainda pode ser um jogador útil no Tricolor. Foi titular no Bahia e na Chapecoense, mas no Ceará até agora não foi utilizado. Quem sabe o Vozão não o empresta?

Esse cabelo não é legal, Eduardo. Foto: Thiago Gadelha/SVM

Gustavo – Corinthians

Que tal uma tacada ousada? Há que se admitir que é muito difícil, quase impossível. Mas Gustagol não é opção prioritária para Tiago Nunes no Corinthians. Ficou no banco nas quatro partidas do Paulistão e só foi usado por 20 minutos na partida contra o Mirassol. Seria o “cara” do Tricolor pra Segundona.

+ Confira todos os posts do blog AQUI!