Você vai voltar aos estádios quando for permitida a presença de torcedores? Essa foi uma das perguntas realizadas em uma pesquisa da FAE, coordenada pelo professor Adriano Toledo Pereira (nota: sim, é o meu irmão). Foram entrevistadas 685 pessoas, na ampla maioria moradores de Curitiba e Região Metropolitana. A margem de erro é de 3,7%, para mais ou para menos. E boa parte das perguntas envolveu o “novo normal” (nota: sim, esse termo é chato).

+ Especial: Galvão Bueno e o futebol paranaense

Sobre o tema que está em destaque, mais de 90% dos entrevistados afirmou que vai esperar medidas reais no pós-pandemia do novo coronavírus, ou mesmo sequer voltar aos estádios. Apenas 8,6% disseram que vão voltar de qualquer jeito.

Esses dados apontam para uma necessidade de os clubes se prepararem para quando puderem receber torcedores em seus estádios. Será preciso ter um controle sanitário bem maior – e para isso também será necessária a conscientização de muita gente. Afinal, todos que vão às partidas sabem como ficam, por exemplo, os banheiros após um jogo.

Volta do futebol

Sobre a volta das partidas de futebol, os números surpreendem pela diferença – principalmente pela reação barulhenta das redes sociais. Entre os entrevistados, 72% acharam errada a decisão de retornar com os jogos neste momento, contra 28% dos que apoiam a medida.

+ Confira todos os posts do blog AQUI!

Apesar da maioria ser contra os jogos agora, a vontade de ver a bola rolando é (ou era) grande. Dois terços (66%) dos que responderam a pesquisa disseram ter saudade das partidas ao vivo – divididos em 36,4% com ‘muita saudade’ e 29,6% com ‘saudade moderada’. E também foi alto o número de torcedores que se interessaram nas reprises, 61,3% ao todo.

Leia também:

+ Valmir Gomes no podcast De Letra, parte 1
+ Valmir Gomes no podcast De Letra, parte 2
+ Campeonato Paranaense: as certezas e as dúvidas


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?