Passadas três semanas do início da temporada do futebol paranaense, vimos muita coisa pra ser melhorada mas também pontos positivos. Jogadores, técnicos ou fatos que animam e que criam a expectativa de bons momentos na sequência do ano – principalmente nas competições nacionais. Listo agora alguns destes destaques. Vamos lá!

O técnico do FC Cascavel

Pra começar, Marcelo Caranhato. O treinador da equipe mais arrumada do Campeonato Paranaense comemora neste momento a liderança da primeira fase – com quatro vitórias em cinco partidas, um ponto à frente do Coritiba, dois à frente do Athletico e sete à frente do Paraná Clube. Não é de hoje que Caranhato se destaca. Mas agora, dentro de uma estrutura em crescimento, aparece na ponta da competição. O FC Cascavel vem se ajeitando fora de campo, e o resultado em campo começa a aparecer.

Marcelo Caranhato tá bem na foto. Foto: Albari Rosa/Foto Digital

Os goleiros do Paraná

Alisson foi decisivo para os quatro pontos conquistados pelo Tricolor nas primeiras rodadas do Campeonato Paranaense. Contra o Rio Branco, fez defesas inacreditáveis. Mesmo na vitória tranquila sobre o Cascavel CR e nas derrotas para Coritiba e FC Cascavel ele se destacou. Poupado no clássico diante do Athletico, foi substituído por Marcos, que também brilhou. Em um elenco carente, o gol não é preocupação para o Paraná.

Alisson foi muito bem nas primeiras rodadas. Foto: Albari Rosa/Arquivo

+ Também no blog: a memória da primeira participação de nossos times na Copa do Brasil

Christian e Pedrinho

Os dois meninos do Athletico jogaram muito nas primeiras partidas de 2020. Christian é da mesma escola de Bruno Guimarães, do volante que joga de área a área. Tem muito potencial para evolução. Já Pedrinho veio praticamente pronto do Oeste, onde foi de longe o destaque do time em duas temporadas. Tem velocidade, rapidez de raciocínio e boa finalização. Com mérito foram puxados para o elenco principal. Agora é a vez de Dorival Júnior testá-los.

Pedrinho tem bola para ser titular do Furacão. Foto: Albari Rosa/Foto Digital

Matheus Galdezani

Num Coritiba que rodou bastante o elenco até agora, a volta de Galdezani é a principal notícia para o técnico Eduardo Barroca. Ainda longe do ritmo ideal, o volante produziu aquilo que fez o clube gastar um bom dinheiro para contratá-lo em definitivo após o Estadual de 2017. Pode ser o jogador que vai dar o equilíbrio tático num time que promete ser muito ofensivo, com Robson, Rafinha, Jadson e Sassá na frente.

Galdezani contra o Paraná. Ele melhorou o meio-campo do Coritiba. Foto: Albari Rosa/Foto Digital

Douglas Coutinho

Ora, quem senão ele? Um dos mais marcantes “nunca critiquei” do futebol paranaense é o artilheiro do campeonato com quatro gols em cinco partidas – ele fez dois terços dos gols do Operário até agora. E só gols decisivos: dois no 3×2 sobre o Rio Branco, o do empate com o Coritiba e o da vitória sobre o Cianorte. Se o Fantasma é o terceiro colocado com 11 pontos, sete passaram por Douglas Coutinho.

+ Confira todos os posts do blog AQUI!