Vamos com as notas do Paraná Clube na derrota por 1×0 para o Vitória, neste sábado (29), no Barradão, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Paraná Clube

Alisson: Foi bastante acionado, mas sem defesas difíceis. No pênalti não teve o que fazer – 6,5.

Paulo Henrique: Deixou a desejar tanto na marcação quanto no apoio – 5.

Thales: Teve dificuldade na marcação a Léo Ceará, que se movimentou bastante – 5,5.

Fabrício: Voltou a arriscar nas cobranças de falta. No seu setor, um pouco abaixo do habitual – 5,5.

Jean Victor: Apareceu bastante no ataque, mas tecnicamente não esteve bem – 5,5,.

Jhony: Teve que acompanhar o ligeiro Marcelinho, mas correspondeu – 6,5. Michel o substituiu e contribuiu pouco – 4,5.

Higor Meritão: Apareceu mais neste jogo. Seu futebol é importante para o Tricolor – 6,5. Cansou e Karl entrou no seu lugar, estreando discretamente – 5.

Renan Bressan: Quando cresceu no jogo, o Paraná Clube quase empatou – 6,5.

Gabriel Pires: Jogou mais recuado do que o normal, e acabou perdendo o duelo com Rafael Carioca – 5. Marcelo entrou participou do momento de maior pressão paranista – 5,5.

Andrey: Errou mais do que o normal – 5,5. Acabou sendo substituído por Wandson, que ainda não estreou no Paraná Clube – 4.

Bruno Gomes: Teve uma ótima chance no início do segundo tempo, mas sofreu com o isolamento – 5,5. Thiago Alves entrou em seu lugar no final do jogo – sem nota.

Allan Aal: Sofreu com a dificuldade nas reposições, mas botou o Tricolor no ataque no segundo tempo – 6.

+ Homenagem: Adeus, seu Levi. E muito obrigado

Vitória

Léo Ceará é um centroavante de movimentação, que atormentou Thales e Fabrício principalmente no primeiro tempo. E o goleiro Ronaldo fez ótimas intervenções na etapa final.