Ela é o que podemos considerar uma legítima paranaense. No último fim de semana a atleta participou de um dos maiores eventos de MMA (Artes Marciais Mistas) do mundo, chamado EliteXC. Este evento foi exibido para mais de dois milhões de pessoas pelo canal americano em rede aberta CBS.

Nascida para o esporte

Cristiane dos Santos afirma que durante muito tempo participou de competições ligadas ao handebol, esporte praticado durante sua adolescência. Aos 19 anos Cristiane visitou a academia Chute Boxe, que já foi berço de outros campeões – como Wanderlei Silva, Anderson Silva, Mauricio Shogun, Murilo Ninja entre outros – e decidiu iniciar sua trajetória no mundo das lutas. De inicio todos ficaram desconfiados com o extremo apetite e disposição da atleta que era demonstrado a cada treino dentro da Chute Boxe.

Carreira brilhante

Após um período de treinos dentro da Chute Boxe, os mestres Rudimar Fedrigo
e Rafael Cordeiro decidiram colocar a atleta para lutar e sua estréia foi realizada no dia 20/11/2005, onde Cris enfrentou a atleta Vanessa Porto em uma luta no torneio chamado Storm Samurai, realizado em Curitiba.

Como parte de sua preparação a paranaense embarcou para os EUA um mês antes do evento. Lá os treinos de Cristiane foram supervisionados pelo mestre Rafael Cordeiro, que lidera a Chute Boxe USA em Hungtinton Beach, na Califórnia.

Já no combate Cristiane dos Santos se transformará em Cris “Cyborg”, seu apelido nesta situação pouco nos causou impacto, pois realmente observamos um Cyborg dentro do Octagon.

E carregando a bandeira de um país inteiro, Cristiane venceu o combate no 2.º round aplicando um incrível KO em sua adversária Shayna Baszler, que não agüentou a forte seqüência de socos aplicadas em seu rosto.

Com três lutas confirmadas em seu contrato, Cristiane dos Santos “Cyborg” fará mais um combate até que possa disputar o cinturão da categoria contra a americana Gina Carano, que hoje é um sucesso nos EUA.