Pode ser só coincidência, mas o Botafogo marcou os seus gols na vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense após o técnico Cristóvão Borges trocar o meia Cícero pelo atacante Walter. Por isso, o treinador precisou explicar a substituição em sua entrevista coletiva depois do jogo. Ele garantiu, porém, que a troca não teve relação com o tropeço no clássico disputado em Brasília e válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“O Fred joga como pivô e contribui bastante para o time nesta função. Como não tivemos a mesma movimentação e posse de bola. A equipe não conseguiu ajudá-lo de uma forma melhor e por isso coloquei o Walter. Tivemos a oportunidade mas a bola não entrou”, disse.

A derrota para o Botafogo marcou o fim de uma péssima semana para o Fluminense, que na quarta-feira foi eliminado da Copa do Brasil ao perder por 5 a 2 para o América de Natal, no Maracanã. Cristóvão prometeu mais trabalho para que o Fluminense consiga superar o momento ruim.

“Vamos trabalhar para nos apresentarmos da melhor forma possível. Os adversários vão se preocupar mais com o nosso time e nos dificultar. Agora temos que criar alternativas para conquistar bons resultados. Vamos esperar a reação dos jogadores mas eles vão estar recuperados”, comentou.

Batido, o Fluminense está em quarto lugar no Campeonato Brasileiro com 26 pontos. O time volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, às 22 horas, diante da Chapecoense, na Arena Condá.