O técnico Cristóvão Borges admitiu ter ficado decepcionado com o terceiro empate consecutivo do Fluminense no Campeonato Brasileiro, após o time ficar no 1 a 1 com o Figueirense, em Florianópolis, pela 20ª rodada. O treinador comparou, inclusive, a sensação com a do último fim de semana, quando o time empatou por 3 a 3 com o Cruzeiro no Maracanã.

“O sentimento é diferente. O Cruzeiro é do mesmo nível do Fluminense e houve alternância de domínio. Hoje, dominamos muito. Criamos chances, saímos atrás e só empatamos. E, por isso, o sentimento é de decepção”, disse.

Cristóvão avaliou que o excesso de desfalques – nove – atrapalharam o desempenho do Fluminense em Florianópolis. Mas o treinador espera contar ao menos com os retornos do atacante Fred e do zagueiro Henrique, poupados diante do Figueirense, na partida de sábado com o Palmeiras no Maracanã.

“É verdade. A gente sofre com isso. E há o desgaste do jogo mesmo. Contra o Cruzeiro, foi enorme. Neste, menor. Pois tivemos o controle do jogo. Vou esperar para ver com quem posso contar. Aí, irei decidir. Opto, normalmente, por quem tem jogado mais. Fred e Henrique, sim, conto com eles”, afirmou.

O treinador do Fluminense também lamentou a impossibilidade de repetir uma escalação em razão dos seguidos problemas. “Vou ficar sonhando até o final. É muito difícil repetir a equipe. Há desgaste, contusões e suspensões. Por isso, é importante ter um elenco numeroso e de qualidade”, comentou.

Ao empatar pela terceira vez seguida, o Fluminense chegou aos 32 pontos, na sexta colocação no Campeonato Brasileiro. O time, porém, pode ser ultrapassado no fechamento da 20ª rodada, nesta quinta-feira, pelo Atlético Mineiro.