O técnico Cristóvão Borges exibiu decepção com o desempenho do Vasco na derrota por 4 a 1 para o Corinthians, na noite de quarta-feira, em Orlando, pela Florida Cup. Na sua avaliação, o time cometeu vários erros no duelo e precisou mudar a sua estratégia, que era de atuar mais aberto. Ainda assim, mesmo mais recuado, o Vasco acabou cedendo espaços e levou uma goleada.

“A estratégia inicial era a de jogar pressionando o Corinthians. Tentamos fazer, tivemos dificuldade na marcação e mudamos um pouco ainda no primeiro tempo, passamos a esperar o adversário. Nesse momento que estávamos encaixando, eles fizeram o gol e criaram algumas oportunidades. Equilibramos o jogo e empatamos a partida. No segundo tempo, em virtude das mudanças, aconteceram alguns desequilíbrios, o que é normal nesse período de preparação. Quando se comete erros contra uma equipe como o Corinthians, você acaba pagando. Foi isso que aconteceu”, declarou.

Apesar da insatisfação, Cristóvão fez a ressalva de que a fase é de testes e observações, lembrando que o seu trabalho está apenas no início. Por isso, defendeu as opções realizadas na escalação do time, como a opção por Julio dos Santos e Evander como volantes.

“Aqui é o momento para teste, temos que fazer observações. É lógico que ficamos chateados em perder o jogo, até porque nós viemos aqui para ganhar o torneio. Estamos analisando o time, vendo o que precisamos. Independente do resultado, desse jogo, as avaliações estão sendo feitas todos os dias. Nas partidas, logicamente, as coisas ficam mais claras. Ocorrer alternâncias nesse momento é algo normal, pois é uma hora de ajustes e definições de esquema de jogo, de escalação da equipe”, disse.

Goleado pelo Corinthians, o Vasco volta a campo no próximo sábado quando vai disputar o terceiro lugar da Florida Cup contra o time derrotado no duelo desta quinta-feira entre São Paulo e River Plate. A estreia oficial na temporada será em 29 de janeiro, pelo Campeonato Carioca, diante do Fluminense, no Engenhão.