O Cruzeiro confirmou a boa fase na noite desta quarta-feira e venceu o Internacional por 1 a 0, em jogo válido pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro, a primeira do returno. A vitória conquistada no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia, foi a terceira seguida da equipe celeste, que chegou a 34 pontos e assumiu provisoriamente a terceira posição, se garantindo no G-4 até o fim da rodada. Já o Inter permanece com 31 pontos, em quinto, com a mesma pontuação de Santos e Botafogo, que se enfrentam nesta quinta.

Mesmo desfalcado de alguns de seus principais jogadores, como o meia argentino Montillo e o atacante Wellington Paulista, vetados para o jogo por causa de dores musculares, o Cruzeiro não teve muita dificuldade em pressionar a equipe gaúcha, recente campeã da Copa Libertadores. O time mineiro ainda não pôde contar com Edcarlos, suspenso, e Cláudio Caçapa, Robert e Fabrício, que se recuperam de lesões.

Apesar de Montillo já ter se tornado ídolo da torcida celeste, o único gol da partida foi marcado justamente por seu substituto, Everton, que recebeu um cruzamento de Jonathan aos 14 minutos da etapa inicial e definiu o placar, marcando um belo gol de sem pulo. No entanto, ele recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora do próximo jogo.

Everton foi o único a receber amarelo no Cruzeiro. Já o Inter levou quatro cartões. O primeiro foi de Guiñazu, aos 22 minutos, após falta em Henrique. Aos 39, Wilson Matias também levou o amarelo por causa de uma cotovelada em Diego Renan, que teve que ser atendido fora do campo para estancar um sangramento na boca. Rafael Sóbis reclamou da arbitragem e também foi punido, assim como Bolívar.

Na tentativa de virar o placar, o técnico Celso Roth optou por iniciar o segundo tempo com Marquinhos no lugar de Rafael Sóbis. A mudança surtiu algum efeito no início e a equipe voltou ao campo com um pouco mais de presença. Mas o Inter caiu de rendimento novamente e, aos 33 minutos, o treinador tirou o próprio Marquinhos, substituído por Andrezinho. Quatro minutos depois, foi a vez de Wilson Matias dar lugar a Everton.

O Cruzeiro, por sua vez, já havia trocado Roger por Pablo e Farías por Wallyson. Aos 41, Cuca também substituiu Everton por Fabinho, que entrou em campo com um óculos especial para proteger o olho, lesionado em um treino. Mas as alterações pouco mudaram no ritmo do jogo, marcado por poucos ataques das duas equipes.

Pela 21.ª rodada do Brasileirão, ambas as equipes voltam a campo no domingo. Às 16 horas, o Cruzeiro encara o Avaí na Ressacada, em Florianópolis. O Inter recebe o lanterna Goiás às 18h30 no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Ficha técnica:

Cruzeiro 1 x 0 Internacional

Cruzeiro – Fábio; Jonathan, Gil, Léo e Diego Renan; Henrique, Marquinhos Paraná, Everton (Fabinho) e Roger (Pablo); Thiago Ribeiro e Ernesto Farías (Wallyson). Técnico: Cuca.

Internacional – Renan; Nei, Bolívar, Sorondo e Kleber; Wilson Matias (Everton), Guiñazu, Tinga e Giuliano; Rafael Sóbis (Marquinhos, e depois Andrezinho) e Leandro Damião. Técnico: Celso Roth.

Gol – Everton, aos 14 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos – Everton (Cruzeiro); Guiñazu, Rafael Sóbis, Wilson Matias e Bolívar (Internacional).

Árbitro – Nielson Nogueira Dias (PE).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG).