O Cruzeiro contratou dois reforços quenianos para a corrida de São Silvestre, dia 31 de dezembro, em São Paulo. Os competidores Maurine Jelagat Kipchumba e Joseph Aperumoi Kachapin participarão da prova com a camisa do clube mineiro.

O técnico técnico de atletismo do Cruzeiro, Alexandre Minardi, diz que resolveu contratar ambos porque está insatisfeito com os últimos resultados de seus atletas.

“Na Volta da Pampulha, no início do mês, não colocamos nenhum atleta no pódio. E até então eu era contra a ‘invasão africana’ no Brasil. Porém, depois do mau desempenho dos nossos atletas, mudei de ideia”, afirmou.

Maurine foi a vencedora da 14ª Volta Internacional da Pampulha, em Belo Horizonte, e das etapas de corrida de rua de São Paulo e Goiânia. Aos 24 anos, a africana se prepara para a São Silvestre em Taubaté (a 140 km de São Paulo).

Joseph venceu a Meia Maratona de São Paulo, em março, e desembarca nesta sexta-feira no Brasil.

Minardi não revelou os custos da contratação, mas disse que a verba extra vem do próprio Cruzeiro.

“Barato não ficou. É um valor muito alto. Será bom para o time e bom para os africanos. Tenho certeza de que eles vão dar retorno, pois são muito disciplinados. Penso até em contar com os atletas no próximo ano e espero que o investimento se traduza em vitória”.

No total, dez competidores integram a equipe do Cruzeiro que estará na São Silvestre: oito brasileiros e o casal queniano.

Em 2012, pela primeira vez na história, a São Silvestre começará pela manhã do dia 31. Às 7h10, será dada a largada para os portadores de deficiência. Para as mulheres será às 8h40 e para os homens, às 9h.