Cruzeiro e Santos não conseguiram sair do 0 a 0, na noite deste domingo, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte. O resultado do jogo válido pela 19ª rodada do Brasileirão foi ruim para os dois times, ambos ainda longe da briga por vaga na Libertadores de 2010 como pretendem.

O Santos mostrou um futebol de melhor qualidade em relação às últimas partidas. Mas, mesmo assim, não foi o suficiente para iniciar a arrancada no Brasileirão, como preconizava o técnico Vanderlei Luxemburgo. O empate, portanto, levou o time aos 25 pontos no campeonato.

O Cruzeiro, por sua vez, parece ainda sofrer com a fatídica derrota na final da Libertadores, quando perdeu o título para o argentino Estudiantes. Assim, mantém campanha irregular no Brasileirão, chegando neste domingo aos 21 pontos, ficando perigosamente perto da zona de rebaixamento.

Nos primeiros momentos, o jogo foi equilibrado no Mineirão. Mas, pressionado pela torcida e comandado pelo estreante Gilberto, o Cruzeiro passou a pressionar mais o adversário depois dos 15 minutos. De qualquer maneira, o time mineiro não conseguiu superar a atenta defesa santista.

A primeira jogada de ataque do Santos foi aos 21 minutos, quando Paulo Henrique lançou para a cabeçada de Kléber Pereira, que errou. No minuto seguinte, após jogada de Pará, Kléber Pereira teve duas chances seguidas: em ambas, porém, brilhou o goleiro Fábio. Na sequência, foi a vez de Madson cruzar para a cabeçada de Rodrigo Souto, que levou perigo.

No segundo tempo, o Cruzeiro apertou mais a saída de bola do Santos e levou perigo aos 10 minutos, quando Jonathan obrigou o goleiro Felipe a fazer difícil defesa no canto direito. Pouco depois, Kléber Pereira teve a chance de abrir o placar para o Santos, após receber passe de Paulo Henrique, mas Fábio fez nova defesa.

Do outro lado, o goleiro santista voltaria a fazer grande defesa aos 21 minutos, depois de um vacilo coletivo da zaga: o atacante Wellington Paulista ficou tão surpreso com o presente que chutou forte, mas a bola foi em cima de Felipe, que defendeu.

O jogo ficou mais aberto. Assim, o Santos voltou a ameaçar em um contra-ataque aos 24 minutos. Mas o goleiro Fábio foi preciso e se antecipou ao meia Madson, evitando o gol.

Depois disso, o Cruzeiro se mandou para o ataque e começou a acumular chances. Aos 29 minutos, Wellington Paulista falhou. Três minutos depois foi a vez de Soares cabecear para fora. Assim, o placar acabou ficando mesmo no 0 a 0.

FICHA TÉCNICA:

Cruzeiro 0 x 0 Santos

Cruzeiro – Fábio; Jonathan (Gil), Leonardo Silva, Thiago Heleno e Diego Renan; Fabinho (Dudu), Fabrício, Marquinhos Paraná e Gilberto (Soares); Kléber e Wellington Paulista. Técnico: Adilson Batista.

Santos – Felipe; George Lucas (Triguinho), Fabão, Eli Sabiá e Pará; Rodrigo Mancha, Germano (Robson), Rodrigo Souto e Paulo Henrique; Madson (Neymar) e Kléber Pereira. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Árbitro – Marcelo de Lima Henrique (RJ).

Cartão amarelo – George Lucas, Rodrigo Mancha, Marquinhos Paraná, Pará, Leonardo Silva, Fabão e Triguinho.

Renda – Não disponível.

Público – 16.939 pagantes.

Local – Estádio Mineirão, em Belo Horizonte.