Sem dificuldades, o Cruzeiro derrotou o lanterna Prudente por 2 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente. Com a vitória fora de casa, o time mineiro chegou aos mesmos 57 pontos do líder Fluminense, mas fica em segundo lugar no Brasileirão por ter saldo de gols inferior (20 a 13).

Enquanto o Cruzeiro comemorou outra vitória e se manteve forte na briga pelo título do campeonato, o Prudente está cada vez mais perto do rebaixamento para a Série B de 2011. Ao sofrer a sua 17ª derrota em 32 rodadas, o time do interior paulista segue na lanterna do Brasileirão, com apenas 24 pontos somados.

Desde os primeiros minutos do jogo, ficou evidente a superioridade técnica do Cruzeiro. Assim, o time mineiro abriu o placar aos 18, quando o zagueiro Léo dominou a bola livre na intermediária e, sem marcação, arriscou o chute de longe. A bola ainda tocou na trave direita antes de entrar, sem chance de defesa para Sidney.

O esforçado time da casa ainda tentou reagir, mas, sem muita qualidade, ficou exposto na defesa. Diante disso, o Cruzeiro ampliou aos 39 minutos. Na lance do gol, o meia Gilberto fez o levantamento nas costas da zaga e o atacante Robert apareceu de frente para cabecear no alto, marcando 2 a 0 no placar.

No intervalo, ficou a esperança de que o Prudente pudesse conseguir a mesma façanha da rodada passada, quando saiu perdendo por 2 a 0 para o Santos, mas virou para 3 a 2 em plena Vila Belmiro. Dessa vez, porém, o sonho não virou realidade. O Cruzeiro soube impedir a reação do adversário e administrou a boa vantagem.

Assim, o segundo tempo teve poucas emoções. O Prudente tentou chegar ao gol adversário, sem sucesso. Enquanto isso, o Cruzeiro não quis se arriscar. Preferiu tocar a bola e esperar o tempo passar, para poder comemorar mais uma vitória, mostrando ao rivais que não quer perder a chance de ser campeão brasileiro.

FICHA TÉCNICA:

Prudente 0 x 2 Cruzeiro

Prudente – Sidney; João Vitor, Anderson Luís, Diego e Cleidson; Anderson Pedra, Roberto, Sasha e Adriano Pimenta (Carlos Eduardo); Rhayner (Juan) e Willian José (Willian Henrique). Técnico – Fábio Giuntini.

Cruzeiro – Fábio; Rômulo, Léo, Caçapa e Marquinhos Paraná (Pablo); Fabrício, Henrique, Gilberto (Éverton) e Montillo; Thiago Ribeiro (Roger) e Robert. Técnico – Cuca.

Gols – Léo, aos 18, e Robert, aos 39 minutos do primeiro tempo.

Árbitro – Jaílson Macedo Freitas (BA).

Cartões amarelos – Marquinhos Paraná, Robert, Sasha e Anderson Pedra.

Renda – R$ 38.490,00.

Público – 1.872 pagantes.

Local – Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP).