O Cruzeiro ainda não jogou a toalha e sonha com a classificação para a Copa Libertadores do próximo ano. Para isso, precisa vencer o rebaixado Joinville neste domingo, às 17 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela 37.ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, e ainda torcer contra Internacional, São Paulo, Santos e Sport.

Missão quase impossível, mas que continua viva para um elenco que até a metade da competição tinha como perspectiva se salvar do rebaixamento. Foi com a chegada do técnico Mano Menezes que a equipe decolou no Brasileirão e chegou na reta final na parte de cima da tabela de classificação.

“Ele (Mano Menezes) foi muito inteligente quando chegou. O time precisava de carinho, atenção. Foi o que ele fez. Mexeu muito pouco, deu confiança a quem ele achou que deveria ser titular. o time ficou mais organizado em campo. A versão de 2015 do Mano é a melhor que encontrei nessas três vezes que trabalhamos juntos”, comentou o zagueiro Paulo André.

Paulo André deve ser a principal novidade na equipe para o duelo deste domingo. Ele substituirá Bruno Rodrigo, que teve uma lesão muscular no treino da última quarta-feira e só voltará na próxima temporada.