O Cruzeiro enfrenta o Universitário Sucre, na quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo 5 da Libertadores. O adversário ainda não venceu na competição, mas tem a seu favor a altitude de 2.750 metros. Mas para os cruzeirenses, o fato de jogar tão acima do nível do mar já não incomoda tanto, nem pode ser usado para justificar um resultado ruim.

“Já jogamos a 2.800 metros e o time foi bem, deu para ter um parâmetro e nossa equipe jogou bem. Tenho certeza que todos os jogadores pensam como eu de que vamos fazer em Sucre um jogo tão bom quanto na altitude do Equador”, disse o lateral-direito Jonathan, referindo-se à partida contra o Deportivo Quito, na semana passada, quando o time mineiro empatou por 1 a 1.

“A gente sabe que é complicado. Existe a altitude, mas isso não é desculpa. Fizemos um excelente jogo no Equador e infelizmente tomamos um gol no final. Ficamos muito chateados por isso, mas aprendemos”, afirmou o lateral-esquerdo Fernandinho.