Belo Horizonte – Percorrendo caminhos distintos no Brasileirão, Palmeiras e Cruzeiro se encontram hoje, às 16h no Parque Antártica, pela 26.ª rodada da competição. Os dois pontos que separam alviverdes e celestes na tabela de classificação camuflam a trajetória e o momento vividos por cada equipe.

O Verdão começou mal a competição. Entretanto, após a chegada do técnico Emerson Leão, há dois meses, reagiu e pulou da 16.ª para a sexta posição, com 39 pontos. ?Quando eu cheguei aqui, éramos motivo de piada. Agora somos uma preocupação para os outros times?, desabafou o treinador.

A empolgação do comandante se deve, em parte, à vitória na última rodada, por 3 a 1 sobre o Paraná, que, após dois tropeços seguidos, diante de Brasiliense e Coritiba, devolveu a confiança aos palmeirenses. ?É uma das melhores fases do Palmeiras, tanto individualmente quanto no coletivo?, chegou a afirmar o volante Corrêa.

Na Raposa, no entanto, o discurso, quase que ensaiado dos jogadores, mostra vergonha. O Cruzeiro está prestes a completar a maior série de derrotas consecutivas de sua história. Caso perca para o Palmeiras, chegará a seis jogos seguidos sem somar pontos, quatro pelo Brasileiro e dois pela Copa Sul-Americana.

?Isso é vergonhoso para nós que estamos ali representando o Cruzeiro. Pela situação de derrotas, isso fica marcado na história do clube e não conseguimos reverter o quadro?, comentou o zagueiro Marcelo Batatais. Como não podia deixar de ser, com a seqüência de fracassos, os cruzeirenses despencaram na classificação do torneio.

A equipe, que hoje é apenas a décima colocada com 37 pontos, poderia chegar ao terceiro lugar, se tivesse vencido o Flamengo, no Mineirão, há três rodadas.

?Não podemos deixar que os jogadores desanimem, até porque são eles que precisam mostrar poder de reação. Estamos trabalhando a parte psicológica do grupo para voltar a vencer e temos que fazer desse momento, um ponto de partida para nos fortalecer. Uma boa seqüência, a começar desse jogo contra o Palmeiras, pode nos levar de volta às primeiras posições do Brasileiro?, ressaltou o técnico Paulo César Gusmão.

Para dar início a nova fase, o treinador cruzeirense contará com o retorno do volante Fábio Santos, recuperado, após um mês, de uma lesão no joelho direito. O zagueiro Leandro, que melhorou de contusão, e o lateral-esquerdo Anderson, livre da suspensão, também voltam ao time.

No Palmeiras, o técnico Emerson Leão gostou tanto da atuação diante do Paraná Clube que, pela primeira vez no Brasileirão, não vai mexer no time. Até o goleiro Marcos, recuperado de contusão, terá que esperar mais um pouco para voltar. Ele não fica sequer no banco para o duelo deste sábado.

Palmeiras x Cruzeiro

Palmeiras – Sérgio, André Cunha, Daniel, Gamarra e Fabiano; Marcinho Guerreiro, Correa, Juninho Paulista e Diego Souza, Marcinho e Gioino. Técnico: Emerson Leão. Cruzeiro – Fábio, Maurinho, Marcelo Batatais, Moisés e Ânderson; Fábio Santos, Maldonado, Wagner e Kelly; Adriano e Adriano Louzada. Técnico: Paulo César Gusmão. Arbitragem: Lourival Dias Lima Filho (BA). Assistentes: Alessandro Rocha (BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA). Local: Parque Antártica, em São Paulo. Horário: 18h10.