São Paulo – O empresário de Vágner Love, Evandro Ferreira, admitiu ontem que não há mais chances do jogador reforçar o Corinthians já no primeiro semestre. Em entrevista à Rádio Jovem Pan, ele revelou que o CSKA não aceitou liberar o atacante brasileiro neste momento, apesar da proposta feita pela MSI.

"O CSKA não quis liberar o Vágner agora. O presidente do clube disse que ele é imprescindível. Mas deixou em aberto a possibilidade de negociá-lo no meio do ano", explicou Evandro Ferreira.

O clube russo conta com Love para disputar a Copa da Uefa, depois de ter sido eliminado na primeira fase da Liga dos Campeões da Europa. E, como as inscrições terminam hoje, não daria tempo para contratar um substituto.

Ainda segundo Evandro Ferreira, o CSKA não deu nenhum aumento para manter Vágner Love, que foi contratado no ano passado junto ao Palmeiras. "Ele tem contrato e tem que cumprir", resumiu o empresário.

Sem Vágner Love, a MSI concentra seus esforços agora na contratação do lateral Paulo César, que foi campeão brasileiro com o Santos. Ele já acertou a ida para o Corinthians, mas ainda depende da liberação do PSG.