Depois de ver o Cruzeiro vencer o Internacional por 1 a 0, em Uberlândia, nesta quarta-feira à noite, e assumir a terceira colocação do Campeonato Brasileiro, o técnico Cuca festejou o fato de o time vir de uma sequência de bons resultados contra equipes de primeiro nível do futebol nacional.

“Os adversários foram Corinthians (1 a 0), Vasco (1 a 1), Flamengo (1 a 0), Palmeiras (3 a 2 ) e Internacional (1 a 0). São quatro vitórias em cima de adversários difíceis e todos bem jogados, diga-se de passagem”, ressaltou o treinador, que comemorou o desempenho superior apresentado diante do Inter, que vinha de seis partidas de invencibilidade.

“No primeiro tempo o Cruzeiro fez uma grande partida tática e tecnicamente, dominou o jogo. Teve uma oportunidade com o Everton, que cabeceou na trave, uma outra com o Everton que chutou e o zagueiro tirou em cima da linha e o gol do Everton. E o Inter teve um cruzamento perigoso do lado direito do ataque, a rigor a única oportunidade na primeira etapa”, disse Cuca, para depois analisar a etapa final.

“No segundo tempo, o Cruzeiro administrou melhor o resultado, o Inter ofereceu perigo num chute de fora da área que o Fábio pegou e duas cabeçadas que não foram diretas ao gol, enquanto tivemos uma duas ou três ocasiões no contra-ataque, em que podíamos ter finalizado melhor. No meu entender foi justo o placar, pelo que a gente fez”, enfatizou.

Cuca ainda ressaltou a atuação decisiva do volante Everton, que marcou um golaço e definiu a vitória sobre o Inter. “O Everton, na minha opinião, fez o melhor jogo dele, foi o melhor jogador da partida, tática e tecnicamente, além de ter feito o gol. É um jogador que vinha no banco, às vezes fora do banco e esperou seu momento, bem treinado e deu conta do recado. É isso o que a gente espera do grupo, eu não fico chorando que não tenho esse ou aquele jogador”, concluiu.