O clima no Atlético-MG é de alívio. A vitória da última quinta-feira à noite diante do Coritiba, por 2 a 1, em Sete Lagoas, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, fez a equipe respirar e se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento. Com 42 pontos, o time está na 14.ª colocação, cinco pontos à frente do Atlético-PR, o 17.º, que hoje cairia para a Série B.

“Havia uma pressão muito grande em cima dessa partida”, disse o técnico Cuca. “Temos que comemorar mesmo porque ganhamos cinco dos últimos sete jogos, enfrentando só pedreira, e, hoje, a nossa situação já clareou bastante. Estamos a um passo de conseguir o nosso objetivo”, completou.

De fato a fase do Atlético-MG anima seus torcedores. A equipe perdeu apenas duas das últimas nove partidas e conseguiu uma arrancada que a distanciou da zona de rebaixamento e já a coloca entre os classificados para a Copa Sul-Americana.

Para Cuca, a motivação dos jogadores tem sido fundamental para este novo momento na competição. “A vontade de vencer era muito grande e a responsabilidade também. Temos um time novo, que está dando uma resposta positiva e dando conta do recado. Isso vale mais que ouro”, avaliou.

Entre estes jogadores exaltado pelo treinador está o zagueiro Leonardo Silva, um dos símbolos desta reação, que marcou o segundo gol da vitória da última quinta-feira. “Deus ajuda quem trabalha e sempre procuro trabalhar e me esforçar ao máximo nos jogos para que o resultado seja sempre favorável. Tive o campo livre pela frente e, quando vi que não daria para carregar mais a bola, chutei para o gol. Mas o meu maior prêmio hoje (quinta) foi a vitória do Atlético”, disse.