As
curvas e retas do Autódromo Internacional de Curitiba, circuito Raul
Boesel, recebem no próximo fim de semana a decisão de três das cinco
categorias do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. A oitava e
última etapa do evento, que é organizado pela CBM (Confederação
Brasileira de Motociclismo), acontece na capital paranaense e reúne os
principais nomes do motociclismo de velocidade do País. O público
conhecerá os melhores pilotos da 125cc, 250cc e Supersport. Até agora,
apenas os campeões da 500cc (Alecsandre Brieda, o Doca) e da Sportlight
(Marco Brunheroto) estão definidos.

Uma das principais atrações
da prova deve ser o duelo entre o cascavelense Fábio Peasson, que
lidera a 250cc com 114 pontos, um a mais que o brasiliense Felipe
Garcia, que tem 113.

O representante do Paraná aposta em seu
conhecimento do traçado para triunfar. Em terceiro, Devanir Lippi soma
100 pontos, contra 90 de Willian Pontes, o Pamonha, que está em quarto.
Todos têm chance de título.

Na 125cc, categoria que neste ano é
voltada para meninos até 17 anos e mulheres de qualquer idade, Ana Lima
tem 128 pontos, contra 125 de Toninho Chiari. A disputa na capital
paranaense promete ser acirrada, pois uma vitória de Toninho lhe dá o
título, mesmo que Ana chegue em segundo, já que o primeiro colocado
leva 25 pontos e o segundo, 20. Em terceiro, Murilo Ribeiro, que tem
111 pontos, ainda mantém a esperança de ser campeão. Já na Supersport,
Gilson Scudeler depende de um ponto para ser campeão. Ele soma 136
pontos contra 111 de Luiz Carlos Pinto, o Luizinho.

Com
patrocínio da Honda e Mobil e co-patrocínio do Expresso Joaçaba, o
Campeonato Brasileiro de Motovelocidade é disputado em cinco categorias
– 125cc, 250cc, 500c, Supersport e Sportlight. A competição tem oito
etapas programadas em 2005 e conta com a participação de pilotos de
várias partes do País.