Começa hoje a etapa decisiva da candidatura de Curitiba a uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Às 18h30, membros da Fifa e do comitê organizador do Mundial desembarcam no Aeroporto Afonso Pena, para a visita de inspeção à cidade.

Três homens da Fifa serão os principais responsáveis pela avaliação de Curitiba e das demais cidades que pleiteiam um lugar na Copa: Thierry Weil, Fulvio Danilas e Dick Wiles. Além, é claro, do presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

A partida da comitiva, rumo ao Rio de Janeiro, está prevista para as 14h de amanhã. Curitiba terá, portanto, pouco mais de 19 horas para convencer a Fifa que tem condições de abrigar um dos maiores eventos do planeta.

O primeiro compromisso dos representantes da entidade que comanda o futebol mundial será logo após a chegada: uma reunião com os representantes da Infraero, ainda no Afonso Pena. Uma das etapas mais importantes da visita.

A questão do aeroporto é um ponto crítico da candidatura curitibana. A Infraero se comprometerá a instalar equipamentos que resolvam definitivamente o problema de visibilidade em dias de nevoeiro. E que diminuam consideravelmente os riscos de fechamento durante o Mundial.

Será amanhã, porém, que os membros da Fifa poderão conhecer melhor a capital paranaense. Às 7h30, eles partem num voo de helicóptero sobre a cidade, acompanhados de dois membros do Instituto de Planejamento Urbano (Ippuc).

Após sobrevoar as principais vias de transporte da cidade, parques, pontos turísticos e possíveis locais de concentração e treinamento de seleções, será a vez do estádio indicado para receber os jogos da Copa. Por volta das 8h10, o helicóptero descerá no gramado da Arena da Baixada.

Depois da visita à Arena, está prevista uma reunião com as autoridades do estado e do município, no hotel Bourbon. “Vamos garantir a realização das obras e melhorias que nos comprometemos a fazer quando preenchemos o caderno de encargos da Fifa”, diz o vice-governador Orlando Pessuti.

O prefeito Beto Richa, além de secretários de Estado e do município, também estará presente. Se Curitiba for escolhida como uma das  sedes da Copa, deve receber até R$ 400 milhões em verbas do governo federal, além  de investimentos privados.

Ricardo Teixeira e as autoridades locais darão uma entrevista coletiva após a reunião. Os membros da Fifa não devem se manifestar. Depois disso, o grupo segue de volta para o Rio de Janeiro.

O cronograma de visitas às cidades candidatas termina no próximo sábado, dia 7 de fevereiro, em Fortaleza (CE). O anúncio das cidades escolhidas está marcado para o dia 20 de março.