Neste domingo, altíssima
velocidade em Pinhais.

Enquanto três categorias do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade têm na disputa pelo título o principal atrativo na oitava e última etapa, cujas provas serão disputadas neste domingo, no Autódromo Internacional de Curitiba, na Sportlight a disputa mais esperada valerá o vice-campeonato. Os pilotos paulistas Marcos Aurélio Bonfim e Bruno corano e o capixaba Edivaldo de Moraes são os principais candidatos ao segundo lugar na tabela.

A Sportlight tem seu título já definido em favor de Marco Brunheroto, que em sete corridas conquistou cinco vitórias e um segundo lugar. Ademilson Peixer, quinto no campeonato, e Moraes, o quarto, foram os vencedores das duas últimas corridas. "Matematicamente, muitos pilotos podem ficar com o vice, é um objetivo pelo qual as equipes estão trabalhando bastante", considera Bruno Corano, que faz sua temporada de estréia no Campeonato Brasileiro.

Bruno, desde a metade da temporada, defende o Team Scud Petrobras, mesma equipe de Gilson Scudeler, tricampeão e líder da categoria Supersport. "A própria experiência do Gilson vai ser um trunfo para mim na briga pelo vice", diz o piloto, cuja Kawasaki número 34 tem, tal qual a do tricampeão da Supersport, as cores e logomarcas GP Lubrax, Petrobras, Andorra, Pirelli, Arten Ness, Pro Heads, Samacar, Shark, Luna, Calfin e Alpinestars.

A outra categoria do Brasileiro que já definiu seu campeão é a das 500cc, com o título do mineiro Alecsandre di Grandi. Na Supersport, Scudeler está a um ponto do quarto título. Luizinho Neto tem chance matemática de conquistar a taça. Nas 250cc, a disputa envolve o paranaense Fábio Peasson, os brasilienses Felipe Garcia e William Marinho e o paulista Devanir Folheto. Nas 125cc, a paulista Ana Lima e o paranaense Toninho Chiari são os dois candidatos à taça.

Classificação

A uma etapa do fim do Brasileiro de Motovelocidade, os dez primeiros na classificação da categoria Sportlight são: 1.º) Marco Aurélio Brunheroto (PA), 68 pontos; 2.º) Marcos Aurélio Bonfim (SP), 38; Bruno Corano (SP), 32; 4.º) Edivaldo de Mores (EC), 31; 5.º) Ademilson Peixer (SP), 19; 6.º) Targino Mendes (SP), 17; 7.º) Alexandre Maywom (SP), 14; 8.º) Ricardo Kazuo Simohara (SP), 8; 9.º) Ricardo Gomati (SP), 7; 10.º) Antônio César Soares (SP), 5.